GPs da Austrália de F1 e MotoGP são cancelados devido à pandemia

Informação já era veiculada pela imprensa local desde a noite de segunda no Brasil

GPs da Austrália de F1 e MotoGP são cancelados devido à pandemia

Agora é oficial: a Fórmula 1 e a MotoGP confirmaram o cancelamento de seus GPs da Austrália. Assim, ambas as categorias, ficarão mais um ano sem visitar Melbourne e Phillip Island, respectivamente, devido à pandemia da Covid-19.

As normas rígidas de entrada no país determinadas pelo governo australiano desde o início da pandemia são o motivo por trás da decisão e a informação sobre o cancelamento já era veiculada desde a noite de segunda (05) no Brasil, com os veículos locais afirmando que o anúncio era iminente.

Leia também:

Pessoas que chegam de outros países são obrigados a completar uma quarentena obrigatória supervisionada de duas semanas antes de poder entrar no país, algo que nenhuma das categorias concordou.

Mesmo se os pilotos concordassem com a quarentena, seria difícil de executar o processo devido a uma nova restrição na entrada do país devido a problemas com o sistema de quarentena em hotéis e a variante Delta da Covid-19.

A ideia da F1 de repetir o modelo de biosfera visto no GP de Abu Dhabi foi considerado, mas as negociações com as autoridades sanitárias não avançaram. 

Para 2021, a organização do GP da Austrália prometia entregar um traçado novo do circuito de Albert Park, com modificações que tornariam as voltas cerca de cinco segundos mais rápidas, criando também novas oportunidades de ultrapassagem.

Com isso, o calendário da F1 voltaria a ter 22 corridas em vez de 23, criando um vácuo de quase um mês entre o GP de São Paulo, marcado para 07 de novembro, e a estreia da Arábia Saudita, em 05 de dezembro.

A F1 já previa pelo menos mais um cancelamento na temporada 2021 após a queda dos GPs do Canadá e de Singapura, e São Paulo e Austrália eram as provas que mais criavam dúvidas para a categoria, devido à motivos diferentes no contexto da pandemia.

Resta saber qual decisão será tomada pela F1 para substituir a prova em Melbourne. Nas últimas semanas, surgiram especulações sobre possíveis substitutas, incluindo o retorno da China, do anel externo do Bahrein e até mesmo a estreia do Catar.

Já a MotoGP perde uma parte da rodada tripla na Ásia e na Oceania, com o GP da Austrália marcado para 24 de outubro, uma semana após a Tailândia e uma antes da Malásia. Vale lembrar que a etapa de Sepang também é dúvida no momento devido às restrições do país.

Os GPs do Japão e da Finlândia já foram oficialmente cancelados, enquanto a Argentina segue com adiamento indefinido. A etapa na América do Sul ainda é uma grande dúvida devido ao incêndio que destruiu parte das instalações do autódromo em Termas de Río Hondo.

RETA FINAL: Mercedes se sabotou na Áustria? Hamilton vai abandonar o ano?

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Mercedes jogou a toalha para 2021 após derrota na Estíria?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Cancelamento dos GPs da Austrália de F1 e MotoGP é iminente
Artigo anterior

Cancelamento dos GPs da Austrália de F1 e MotoGP é iminente

Próximo artigo

F1: Hamilton “reza” para que Mercedes diminua diferença para Red Bull

F1: Hamilton “reza” para que Mercedes diminua diferença para Red Bull
Carregar comentários