Haas diz não saber o que houve em falha na asa dianteira

Grosjean tem primeiro dia reduzido a apenas 31 voltas depois de asa dianteira ceder, mas se diz animado com carro

Haas diz não saber o que houve em falha na asa dianteira
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16
The Haas VF-16 of Romain Grosjean, Haas F1 Team with a broken front wing
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16

O primeiro dia de testes da equipe Haas foi atrapalhado por uma falha na asa dianteira de Romain Grosjean, que o time ainda desconhece a causa. A equipe transportou uma nova asa dianteira para os treinos desta terça-feira e estuda o problema sofrido.

"Nós avaliamos o que estava errado e ainda estamos verificando", disse Gunther Steiner, diretor da escuderia norte-americana.

"Consertamos a asa para a tarde e fomos testar, mas nós fizemos saídas curtas para sempre prestarmos atenção em seu comportamento. Estaremos recebendo uma asa nova em oito horas.”

"Ela quebrou nas hastes. Sabemos exatamente onde quebrou, só precisamos avaliar por que quebrou. Nós sabemos onde temos de reforçar a asa, por isso temos uma solução para que possamos apenas continuar testando. É para isso que estamos aqui, para aprender e testar."

Entrando em sua quinta temporada completa na Fórmula 1, Grosjean fez apenas 31 voltas devido à falha da asa, mas elogiou o carro.

"O carro estava bom e foi importante obter as primeiras impressões", disse Grosjean.

"Eu tive dois carros, um bom e um muito ruim. Então, eu meio que sei o que deu certo no carro nesta manhã. Nós consertamos a asa dianteira para amanhã, o que é bom."

compartilhar
comentários
Palmer: dia "doloroso" para Renault após falhas de software

Artigo anterior

Palmer: dia "doloroso" para Renault após falhas de software

Próximo artigo

Ricciardo sente novo motor Renault idêntico ao de 2015

Ricciardo sente novo motor Renault idêntico ao de 2015
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Equipes Haas F1 Team