Honda expressa desejo em colocar piloto japonês na F1

Masashi Yamamoto ressalta importância para sua empresa a presença de piloto compatriota na F1, mas minimiza chances imediatas para protegidos

Honda expressa desejo em colocar piloto japonês na F1
Carregar reprodutor de áudio

A Honda expressou seu desejo em posicionar um piloto japonês na F1 em um futuro próximo, mesmo que seus atuais protegidos não tenham tantas chances imediatas.

A fabricante japonesa tem histórico de apoiar pilotos do país na F1, como já aconteceu anteriormente com nomes como Satoru Nakajima e Takuma Sato. Porém, em sua atual passagem, a Honda ainda não seguiu a tendência, mesmo que não falte vontade.

“Sim, obviamente ter um piloto japonês na F1 é muito importante para o Japão e para nós mesmos para o futuro do automobilismo no país”, disse Masashi Yamamoto, diretor esportivo da Honda, em entrevista coletiva.

Atualmente, a Honda conta com dois pilotos protegidos na F2, Nirei Fukuzumi e Tadasuke Makino. Ambos não possuem possibilidades imediatas, já que não obtiveram os resultados necessários para a conquista da superlicença. Por isso, Yamamoto minimizou sua chances.

“Quanto a Makino e Fukuzumi: como vocês sabem, ele [Makino] venceu em Monza. Na categoria em que eles correm, as equipes vêm trabalhando nas novas regras, com muitas mudanças, largadas lançadas, etc. Então, não vem sendo uma categoria muito estável.”

“Mas ambos são bons pilotos e estamos lhes educando para um futuro brilhante.”

compartilhar
comentários
Pai de Markelov, postulante à F1, é preso na Rússia
Artigo anterior

Pai de Markelov, postulante à F1, é preso na Rússia

Próximo artigo

Time da F2 processa Ferrucci e pede 502 mil euros

Time da F2 processa Ferrucci e pede 502 mil euros