Inspiração a Stroll: novatos criticados que viraram o jogo

Campeão da F3 Europeia no ano passado, Lance Stroll não vem tendo um início de carreira na F1 dos mais animadores. Em seus primeiros três GPs na categoria, o canadense acumulou três abandonos, além de ter ritmo bem inferior em relação ao companheiro de equipe, Felipe Massa.

Inspiração a Stroll: novatos criticados que viraram o jogo
Carregar reprodutor de áudio

Mas nem tudo está perdido. Houve alguns casos na F1 de pilotos que tiveram começo complicado, mas souberam dar a volta por cima e se estabeleceram na categoria. Será que Stroll passará a integrar a lista? 

Começo para esquecer
Começo para esquecer
1/21
Lance Stroll não teve vida fácil em seus primeiros 3 GPs. O jovem canadense vem sendo amplamente superado por Massa na Williams e é o piloto que menos completou voltas em corridas em 2017.

Foto de: LAT Images

Romain Grosjean
Romain Grosjean
2/21
Grosjean talvez seja o caso mais parecido com Stroll. O francês estreou na F1 "na fogueira", em 2009, mas não foi nada bem. No ano seguinte, precisou reconstruir sua carreira nas categorias de base para ter nova oportunidade.

Foto de: XPB Images

Romain Grosjean
Romain Grosjean
3/21
Quando voltou à F1, em 2012, cometeu alguns erros e inclusive chegou a ser suspenso de uma prova pelo acidente da largada na Bélgica. O desempenho errático lhe rendeu o apelido de "maníaco da primeira volta", dado por Mark Webber.

Foto de: XPB Images

Romain Grosjean
Romain Grosjean
4/21
Aos poucos, Grosjean colocou a cabeça no lugar e se firmou de vez na categoria. Hoje, o francês ocupa posição de destaque na Haas e é respeitado pelos demais pilotos do paddock.

Foto de: LAT Images

Felipe Massa
Felipe Massa
5/21
Hoje colega de Stroll, Massa também não teve um início fácil. O brasileiro alternava atuações de destaque com vários erros, que inclusive o fizeram ser demitido da Sauber após sua primeira temporada na F1.

Foto de: Sauber Petronas

Felipe Massa
Felipe Massa
6/21
Massa recebeu outras chances e se tornou um piloto de ponta quando foi convidado pela Ferrari, em 2006. O auge veio em 2008, quando conquistou seis vitórias e perdeu o título de forma apertada para Hamilton.

Foto de: XPB Images

Felipe Massa
Felipe Massa
7/21
Massa se firmou na categoria e hoje é a principal referência da Williams.

Foto de: LAT Images

Nico Hulkenberg
Nico Hulkenberg
8/21
Hulkenberg teve momentos de brilho em 2010, sua temporada de estreia, incluindo a pole no GP do Brasil. No entanto, o jovem alemão foi superado por seu companheiro de equipe, Rubens Barrichello, e perdeu o emprego para Pastor Maldonado.

Foto de: XPB Images

Nico Hulkenberg
Nico Hulkenberg
9/21
Foi só em sua segunda chance na F1, pela Force India, que Hulkenberg conseguiu despontar de vez. O ponto alto veio também em Interlagos, onde fez uma corrida de encher os olhos e ocupou a liderança por determinado momento.

Foto de: XPB Images

Nico Hulkenberg
Nico Hulkenberg
10/21
Hulkenberg conquistou seu espaço na F1 e hoje é uma das principais peças do projeto da equipe Renault.

Foto de: LAT Images

Jenson Button
Jenson Button
11/21
Button recebeu críticas de todos os lados em seu início na F1. Na primeira temporada, em 2000, não foi exatamente mal, mas também não conseguiu ameaçar o colega de equipe, o mais experiente Ralf Schumacher. No ano seguinte, teve ano para esquecer com a Benetton.

Foto de: LAT Images

Jenson Button
Jenson Button
12/21
Button só deslanchou de vez quando se mudou para a BAR, em 2003. Um ano depois, fez temporada repleta de pódios e, assim, conseguiu se destacar na categoria.

Foto de: LAT Images

Jenson Button
Jenson Button
13/21
O auge veio em 2009, quando se sagrou campeão mundial com a surpreendente Brawn GP.

Foto de: XPB Images

Heikki Kovalainen
Heikki Kovalainen
14/21
Antes tido como promessa, Kovalainen passou longe de brilhar em seu início na F1, em 2007. Até mesmo seu chefe, Flavio Briatore, o criticou publicamente após sua primeira corrida, na Austrália.

Foto de: XPB Images

Heikki Kovalainen
Heikki Kovalainen
15/21
Mesmo assim, Kovalainen conseguiu se recuperar e ganhou uma chance na McLaren em 2008. Naquele ano, venceu sua única corrida na categoria, na Hungria. Apesar de não ter sido um piloto brilhante, o finlandês teve carreira sólida na F1.

Foto de: XPB Images

David Coulthard
David Coulthard
16/21
Coulthard iniciou sua carreira na F1 em uma posição ingrata: teve de substituir Ayrton Senna na Williams após a morte do brasileiro. Ainda cru, o escocês tinha rendimentos apagados e erráticos em seu começo na F1.

Foto de: Renault

David Coulthard
David Coulthard
17/21
Quando foi contratado pela McLaren, Coulthard pôde mostrar rendimento mais consistente, inclusive em anos em que bateu o badalado colega Mika Hakkinen - como em 1997 e em 2001, ano em que foi vice-campeão.

Foto de: DaimlerChrysler

Nigel Mansell
Nigel Mansell
18/21
Mansell não possuía grande prestígio quando começou sua carreira na F1, em 1980, pela Lotus. O inglês era ofuscado por seu companheiro de equipe, Elio de Angelis.

Foto de: Jean-Philippe Legrand

Nigel Mansell
Nigel Mansell
19/21
Mansell conseguiu mostrar a que veio quando se transferiu à Williams, incluindo dois anos em que foi vice-campeão (86 e 87). Em 92, conquistou o título mundial com o "carro de outro planeta" do time inglês.

Foto de: LAT Images

Damon Hill
Damon Hill
20/21
Hill demorou para conquistar grande prestígio em suas primeiras temporadas completas, quando foi colega de dois dos grandes pilotos da história (Alain Prost e Ayrton Senna) e precisou liderar a Williams após a morte do brasileiro.

Foto de: LAT Images

Damon Hill
Damon Hill
21/21
Hill, aos poucos, mostrou evolução e se mostrou um piloto capaz de liderar a Williams nos anos 90. Em 1996, conquistou o título mundial.

Foto de: LAT Images

compartilhar
comentários
Alonso foi mal assessorado em sua carreira, diz Horner
Artigo anterior

Alonso foi mal assessorado em sua carreira, diz Horner

Próximo artigo

Red Bull pede motores independentes e ameaça sair da F1

Red Bull pede motores independentes e ameaça sair da F1
Carregar comentários