Fórmula 1
03 jul
-
05 jul
Evento encerrado
10 jul
-
12 jul
Evento encerrado
R
GP da Hungria
17 jul
-
19 jul
Próximo evento em
4 dias
31 jul
-
02 ago
Próximo evento em
18 dias
R
GP de 70º aniversário
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
25 dias
28 ago
-
30 ago
Próximo evento em
46 dias
04 set
-
06 set
Próximo evento em
53 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
25 set
-
27 set
Próximo evento em
74 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
-
25 out
Próximo evento em
102 dias
R
GP do México
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
109 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
123 dias
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
137 dias

Jaime Alguersuari: "Acho que meu tempo na F-1 não acabou"

compartilhar
comentários
Jaime Alguersuari: "Acho que meu tempo na F-1 não acabou"
Por:
19 de dez de 2011 09:48

Demitido da Toro Rosso aos 21 anos, espanhol não dá dicas, mas garante que está negociando a permanência na categoria

Alguersuari fez duas temporadas e meia pela Toro Rosso

Mesmo destacando que “é difícil”, com a grande maioria das vagas para a temporada 2012 já preenchidas, Jaime Alguersuari acredita que a demissão da Toro Rosso, na semana passada, não coloca um ponto final em sua carreira na F-1.

“Estou vendo algumas opções, há algumas coisas e logo haverá notícias. Estou começando uma nova fase porque tenho apenas 21 anos, e fiz mais do que meu trabalho na Toro Rosso, começando aos 19. Acho que fiz uma boa temporada”, afirmou à agência de notícias EFE.

O espanhol garantiu que não espera estar desempregado por muito tempo, mas não deu detalhes de qual poderia ser seu destino.

“Sei que as notícias [sobre o futuro] vão chegar, sinto-me mais relaxado do que quando estava na Toro Rosso. Acho que meu tempo na F-1 não acabou.”

Alguersuari afirmou que não sabe se a Hispania está interessada em tê-lo ao lado de Pedro de la Rosa, ou se poderia se tornar piloto reserva da Red Bull. O piloto de 21 anos garantiu ainda que não tem ressentimentos em relação à decisão da Toro Rosso.

“Não tenho nenhum ressentimento, não estou bravo ou triste – pelo contrário, agradeço por tudo o que me deram. Eles optaram por me trazer para a F-1 e eu obviamente teria gostado de continuar. Tenho de ser maduro, não quero julgar se a decisão é boa ou ruim. Quero ter uma mensagem positiva. Tudo tem um lado bom.”

Próximo artigo
McLaren e Williams estarão nos primeiros testes com carro novo

Artigo anterior

McLaren e Williams estarão nos primeiros testes com carro novo

Próximo artigo

A F-1 não tem de se preocupar com crise europeia, diz Horner

A F-1 não tem de se preocupar com crise europeia, diz Horner
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Jaime Alguersuari
Autor Julianne Cerasoli