Lauda culpa Hamilton por acidente "estúpido" com Rosberg

compartilhar
comentários
Lauda culpa Hamilton por acidente "estúpido" com Rosberg
Por:
15 de mai de 2016 17:04

Consultor da Mercedes, Niki Lauda, vê Lewis Hamilton como culpado em acidente que causou o abandono do britânico e de Nico Rosberg ainda na primeira volta do GP da Espanha

The Mercedes AMG F1 W07 Hybrid of race retiree Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 is craned away from the gravel trap at the start of the race
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid at the start of the race
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid at the start of the race
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid at the start of the race
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 on the grid
The Mercedes AMG F1 W07 Hybrid of Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 is recovered back to the pits on the back of a truck
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 on the grid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 and Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 as the grid observes the national anthem
The Mercedes AMG F1 W07 Hybrid of race retiree Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 is craned away from the gravel trap at the start of the race
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 on the grid

O lance que, sem dúvida, colaborou para a vitória de Max Verstappen no GP da Espanha, neste domingo (15), foi o acidente entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton na freada para a curva Repsol, ainda na primeira volta da prova.

Ainda durante a corrida, a cúpula da Mercedes se reuniu com os dois pilotos, que sequer tiraram o capacete antes de entrar no motorhome da equipe. O incidente na pista não agradou a ninguém e um dos mais furiosos era Niki Lauda, diretor não-executivo da Mercedes.

E o ex-piloto tem um culpado pelo incidente - para Lauda, evitável: Hamilton. “É estúpido. Poderíamos ter vencido a prova. Lewis foi agressivo demais", disparou o tricampeão mundial de F1 antes da reunião da equipe.

Quando questionado sobre quais medidas a Mercedes poderia tomar após o acidente, Lauda foi evasivo. "Primeiro, preciso conversar com os dois e ouvir as explicações, depois veremos o que acontece", afirmou.

Wolff: "não quero culpar nenhum dos dois no momento"

Toto Wolff, chefe da Mercedes, procurou colocar panos quentes na questão após sair da reunião em que o acidente foi discutido.“É uma situação muito complicada, há muito a ser analisado. Não tenho um veredito, então não quero culpar nenhum dos dois no momento", afirmou

Wolff foi questionado sobre a forte opinião de Lauda e demonstrou respeito pelas palavras do austríaco, mas seguiu sem se posicionar. "Niki, por ter sido piloto, tem uma opinião formada. São os instintos dele, então é justo que ele tenha se manifestado", observou.

“Mas precisamos olhar os dados, conversar com os pilotos. E então as coisas podem ser diferentes. Como eu disse, não é simples. Os dois pilotos estão bastante contrariados, pois eles sabem de todo o esforço feito antes", disse.

Wolff relembrou o toque entre os dois em Spa-Francorchamps em 2014 para destacar que a equipe conseguirá lidar com a situação e contornar a tensão, que ficou evidente pelas imagens mostradas na transmissão oficial da prova.

“Isto é o mesmo que vimos em Spa, mas evoluímos e crescemos juntos, como equipe, desde então. Sabíamos da possibilidade de passar por uma situação semelhante e foi exatamente o que aconteceu", ressaltou.

“Ambos se desculparam com a equipe pelo que aconteceu. Claro que cada um deles tem a própria visão do ocorrido, então precisamos analisar todos os aspectos e evitar de qualquer maneira que isso aconteça novamente no futuro", completou.

Próximo artigo
Vettel lamenta uso da estratégia de três paradas

Artigo anterior

Vettel lamenta uso da estratégia de três paradas

Próximo artigo

Confira o resumo ilustrado do GP da Espanha

Confira o resumo ilustrado do GP da Espanha
Carregar comentários
Seja o primeiro a receber as últimas notícias