Mazepin detona "mundo de duas faces" na F1 onde pilotos de sucesso não são criticados como outros

Piloto russo foi alvo de diversas reclamações em seu ano de estreia na categoria

Mazepin detona "mundo de duas faces" na F1 onde pilotos de sucesso não são criticados como outros

Nikita Mazepin disse que a Fórmula 1 é um “mundo de duas faces” no qual alguns pilotos não recebem críticas quando cometem os mesmos erros que os outros.

O russo foi alvo de diversas reclamações em seu ano de estreia na F1. No Bahrein, foi o fato de ter ultrapassado vários pilotos nos segundos finais do cronômetro, violando um 'acordo de cavalheiros' que existe no paddock.

Leia também:

Em Ímola, ele fez o mesmo, comprometendo a última chance de Antonio Giovinazzi, que buscava avançar ao Q2.

Já em Portimão, Nicholas Latifi foi a fonte das críticas a Mazepin, que o teria impedido de fazer uma volta limpa na classificação. E, na corrida, foi a fez de Sergio Pérez, que também criticou o piloto da Haas por não prestar atenção às bandeiras azuis, liberando o caminho para o mexicano, que vinha mais rápido.

Falando sobre os incidentes que aconteceram na classificação do GP da Áustria, onde Sebastian Vettel impediu Alonso de avançar para a Q3 além de casos de pilotos aparentemente ignorando as instruções para não diminuir a velocidade entre as curvas 9 e 10, Mazepin disse que a F1 é “mundo de duas faces".

Sobre as críticas que recebeu anteriormente, o russo disse que havia se tornado um "alvo muito fácil" em um momento que não entendia o suposto acordo não oficial - em particular durante sua primeira corrida na categoria.

“Todo mundo fez um grande alarde em um ponto em que eu não sabia muito sobre a classificação em si na Fórmula 1”, disse.

“Foi o meu primeiro e nunca corri em uma categoria em que isso fosse aplicado ou discutido."

“E como um novato na F1, isso não é discutido nas instruções dos pilotos ou em qualquer outra reunião com os pilotos incluídos."

“Mas eu só acho que a F1 é um mundo com duas faces, e se você tem um grande nome com muitos campeonatos em seu currículo, suas ações são menos criticadas do que se não tivesse."

“No briefing dos pilotos, nosso diretor de corrida fez novas regras, dizendo que você tem que fazer sua posição na pista na curva 8 e não pode dar ré na curva 9 e 10, o que significa que você tem que manter o velocidade nesses lugares."

“O que vi acontecendo no Q2, e o incidente [entre Alonso e Vettel], é exatamente o oposto."

“Todo piloto é humano, eles podem ser pegos. E eles foram pegos."

“Todos precisam apenas aplicar as mesmas regras uns aos outros e então será um lugar feliz.”

O chefe da Haas, Gunther Steiner, disse no começo da temporada que o destaque dado pelas transmissões às mensagens de rádio criticando Nikita Mazepin é algo "apelativo" da parte da categoria.

"O que eles dizem durante as corridas, quando têm alguém pelo caminho, você não fala 'esse cara não foi legal', você sempre diz algo a mais. Quem não faz isso?", disse Steiner.

"Todos sabemos que Nikita foi chamado de bad boy por um tempo. E a Fórmula 1 mostra esses comentários nas transmissões porque as pessoas gostam de ouvir isso. Se falam coisas mais suaves, ninguém ligaria. É um pouco apelativo da parte deles, mas estamos no mundo das corridas e da indústria do entretenimento".

Mazepin disse ao The Race que incluir mais contexto na transmissão dos incidentes seria o certo a se fazer e ajudaria os telespectadores menos informados.

Mas ponderou: “É uma batalha que nunca venceremos. E, no final das contas, a Fórmula 1 é um esporte divertido, e as pessoas adoram ver felicidade e raiva ao mesmo tempo."

“Eles gostam desse espectro de emoções e acho que a F1 está fazendo um ótimo trabalho em entregá-lo."

“Então, não acho que seremos capazes de melhorar isso, infelizmente", concluiu. 

F1 2021: PASSEIO de Verstappen, SOFRIMENTO de Lewis, POLÊMICA com Norris e ZICA de Pérez | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #116 - TELEMETRIA: Quais as esperanças de Hamilton na Áustria? Rico Penteado responde

 

compartilhar
comentários
Com Red Bull, Honda chega a cinco vitórias consecutivas na F1 pela primeira vez desde a era Senna-Prost
Artigo anterior

Com Red Bull, Honda chega a cinco vitórias consecutivas na F1 pela primeira vez desde a era Senna-Prost

Próximo artigo

F1: Pérez crava três voltas seguidas com mesmo tempo na Áustria; feito não é inédito

F1: Pérez crava três voltas seguidas com mesmo tempo na Áustria; feito não é inédito
Carregar comentários