Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
63 dias
20 mai
Próximo evento em
77 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
91 dias
10 jun
Próximo evento em
98 dias
24 jun
Próximo evento em
112 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
119 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
133 dias
29 jul
Próximo evento em
147 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
175 dias
02 set
Próximo evento em
182 dias
09 set
Próximo evento em
189 dias
23 set
Próximo evento em
203 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
210 dias
07 out
Próximo evento em
217 dias
21 out
Próximo evento em
231 dias
28 out
Próximo evento em
238 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
274 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
283 dias

Ocon: “Não fosse a Mercedes, estaria no McDonald’s hoje”

Piloto francês lembra apoio financeiro dado pelo chefe da equipe alemã na F1, Toto Wolff, no final de 2014

compartilhar
comentários
Ocon: “Não fosse a Mercedes, estaria no McDonald’s hoje”
Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Director of Motorsport
Toto Wolff, Executive Director Mercedes AMG F1
Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10
Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10
Dr. Vijay Mallya, Sahara Force India Formula One Team Owner at the car of Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10
Esteban Ocon, Sahara Force India F1 VJM10, Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM10
Esteban Ocon, Sahara Force India F1 VJM10, Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM10

Com um currículo respeitável até sua chegada à Fórmula 1 na metade do último ano, Esteban Ocon tem feito uma primeira temporada completa bastante satisfatória, fazendo pontos em várias corridas e sempre andando bem atrás do experiente parceiro de Force India, o mexicano Sergio Perez.

Campeão da Fórmula 3 europeia em 2014 e campeão da GP3 em 2015, ele diz que o apoio que recebeu da Mercedes foi crucial para sua carreira.

Segundo Ocon, se não tivesse recebido suporte do chefe da equipe alemã, Toto Wolff, hoje estaria trabalhando em um fast food.

"Entre o final de 2014 e o início de 2015, se não fosse a intervenção de Wolff, estaria fazendo hambúrgueres no McDonald’s hoje", disse Ocon em entrevista à La Gazzetta dello Sport.

O piloto estreou na F1 no ano passado no GP da Bélgica, ocupando o lugar de Rio Haryanto na Manor.

"Sem financiamento não teria tido nenhuma chance de seguir em frente com minha carreira", afirmou o francês.

Mas, apesar de a grande estrutura da Mercedes ter ajudado Ocon a se tornar piloto de F1, o francês da Force India revela que seu sonho não é exatamente conduzir uma das cobiçadas flechas de prata.

"Meu ídolo é Michael Schumacher", Ocon disse antes de confessar seu desejo de ser piloto da Ferrari no futuro.

"É uma equipe especial para mim. No final de 2014, realizei um teste em Fiorano (como recompensa pelo título na Fórmula 3) e a memória é como um sonho. Sem dúvida gostaria de dirigir para eles um dia."

Button diz que poderia estar no lugar de Massa na Williams

Artigo anterior

Button diz que poderia estar no lugar de Massa na Williams

Próximo artigo

Alonso: Honda sofreu punições no grid pensando na Hungria

Alonso: Honda sofreu punições no grid pensando na Hungria
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Federico Faturos