Organização do GP do Brasil melhora drenagem da pista

A FIA informou que depois do que aconteceu em 2016, eles agora melhoraram o sistema para evitar acúmulo de água

Organização do GP do Brasil melhora drenagem da pista
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12, leads Nico Hulkenberg, Force India VJM09 Mercedes, Sergio Pere
Lewis Hamilton, Mercedes F1 W07 Hybrid, leads Nico Rosberg, Mercedes F1 W07 Hybrid, and Max Verstapp
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H, leads Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H, leads Max Verstappen, Red Bull Racing RB12

O GP do Brasil da temporada de 2016 foi disputado sob fortes chuvas e, em algumas áreas do circuito de Interlagos, acumulou uma grande quantidade de água, situação que causou bandeiras vermelhas que cortavam o ritmo da prova.

Dada esta situação, assim que a edição do ano passado terminou, os organizadores iniciaram estudos sobre o sistema de drenagem do circuito para evitar esta série de problemas no futuro.

A FIA confirmou que foram instalados canais adicionais para permitir o fluxo de água para fora da pista e assim ajudar na drenagem uniforme.

O GP brasileiro que será realizado neste fim de semana parece estar longe dos problemas da chuva, mas não deverá ser assim na sexta-feira e sábado, onde as chances são bastante altas.

A FIA também confirmou que adicionou restrições à pista em várias áreas, como nas curvas dois, quatro, oito e dez. Além disso, foram adicionadas barreiras de proteção adicionais à lendária curva S do Senna, bem como na seis, oito e 10.

compartilhar
comentários
GP do Brasil deve ser realizado sem chuva
Artigo anterior

GP do Brasil deve ser realizado sem chuva

Próximo artigo

Confira os horários do GP do Brasil de F1

Confira os horários do GP do Brasil de F1
Carregar comentários