Poluição do ar coloca em risco realização do GP de Cingapura

Poluição do ar em Cingapura atingiu níveis considerados insalubres. Autoridades monitoram a situação, que pode colocar em risco a realização do GP

Poluição do ar coloca em risco realização do GP de Cingapura
Cena Cingapura prédio
Teatral Cingapura horizonte
Visão teatral do Cingapura Flyer
Sergio Perez, McLaren MP4-28 do Cingapura Flyer
Cingapura Flyer
Cingapura Flyer e a lua

A Indonésia declarou estado de emergência. Incêndios florestais na província de Riau, em Sumatra, pioraram a qualidade do ar. A situação é tão grave que os efeitos se espalharam por países vizinhos, como Malásia e Cingapura, onde ocorrerá o GP do próximo domingo.

Nesta manhã, no último boletim divulgado sobre a situação, os níveis de poluição estavam entre 119 e 147, de acordo com padrões locais. A faixa considerada insalubre vai de 101 até 200.

No domingo, helicópteros despejaram água na Indonésia, além de produtos químicos para induzir a chuva na região. Na última semana, a fumaça estava tão espessa que os aviões não puderam voar.

Os organizadores do GP de Cingapura disseram que estão monitorando a situação de perto e trabalhando com responsáveis pela Fórmula 1 “antes de tomar qualquer decisão sobre o evento”. Além dos problemas de saúde, a fumaça pode dificultar e até impossibilitar a transmissão da prova, que é realizada à noite.

“A possibilidade de nevoeiro causado pela poluição é apenas um dos vários temas que foram descritos no plano de contingência”, disse um porta-voz da organização local.

compartilhar
comentários
De folga da F1, Hamilton participa de eventos em Nova Iorque
Artigo anterior

De folga da F1, Hamilton participa de eventos em Nova Iorque

Próximo artigo

Williams, Force India e Lotus aguardam novo motor Mercedes

Williams, Force India e Lotus aguardam novo motor Mercedes
Carregar comentários