Por notícia falsa de Schumacher, tribunal condena jornal

Vítima de acidente grave em estação de esqui em 2013, estado de alemão continua sendo mistério

Por notícia falsa de Schumacher, tribunal condena jornal
Michael Schumacher, Ferrari F300
Michael Schumacher, Benetton B193
A Michael Schumacher, fan
Race winner Michael Schumacher celebrates with Felipe Massa
Michael Schumacher, Benetton B191
Podium: race winner Michael Schumacher celebrates
Carregar reprodutor de áudio

O Tribunal de Hamburgo condenou o jornal alemão Bunte pela notícia falsa publicada em 2015 de que Michael Schumacher estaria conseguindo andar. Após dois anos, a justiça alemã obrigou o jornal a pagar uma multa de 50 mil euros (R$ 173 mil) à família e a pagar ainda 65% do custo do processo, que gira em torno de 950 euros (R$ 3.300).

As poucas informações sobre o estado de saúde de Michael Schumacher têm sido fornecidas por sua antiga assessora de imprensa e atual porta-voz, Sabine Kehm. Desde o acidente do alemão, meios de comunicação de todo mundo escreveram notícias que logo são desmentidas por Sabine.

De momento, não há declarações oficiais. A última declaração sobre Michael Schumacher é de seu amigo Ross Brawn, atualmente trabalhando com a Liberty Media no comando da F1.

Ele disse: "Há muitas especulações sobre as condições de Michael, a maioria está errada. Há sinais encorajadores e estamos todos orando todos os dias."

Schumacher acabou caindo com a cabeça em uma pedra enquanto esquiava na estação de Meribel, nos Alpes Franceses, em dezembro de 2013. O heptacampeão mundial ficou em coma por meses.

Após sair do hospital de Grenoble, na França, no meio de 2014, Schumacher está atualmente em sua casa na Suíça, onde é assistido por médicos especializados.

compartilhar
comentários
Vettel: Raikkonen merece resultados melhores
Artigo anterior

Vettel: Raikkonen merece resultados melhores

Próximo artigo

Webber: Button não está interessado em retorno

Webber: Button não está interessado em retorno