Processo de pai de Hamilton contra Di Resta começa a ser julgado

Ex-empresário acusa o piloto de quebra ilegal de contrato, mas é apertado por advogado por sumiço de provas

Processo de pai de Hamilton contra Di Resta começa a ser julgado

Começou nesta semana na Inglaterra o julgamento de caso que envolve o pai e ex-empresário de Lewis Hamilton, Anthony, e o escocês Paul Di Resta. Hamilton, que também cuidou da carreira do piloto da Force India e foi demitido em 2012, está processando o ex-cliente por quebra de contrato ilegal. Di Resta, por sua vez, diz ter sido enganado no processo de fechamento de contrato com a empresa de bebidas energéticas Go Fast.

Em sessão conduzida nesta quarta-feira, Hamilton negou ter alterado o nome e data de seu Blackberry para propagar e-mails com críticas a Di Resta. Por ter trabalhado com Tecnologia da Informação no passado, o empresário foi questionado pelo advogado do piloto, Paul Downes. “Com seu conhecimento de TI você realmente espera que acreditemos?”

Hamilton se defendeu dizendo que tal procedimento não é possível em um Blackberry porque ele faz parte de uma rede ligada a um servidor central.  

O advogado também questionou a alegação de Hamilton de ter perdido uma caixa com celulares, filmadoras e um computador durante uma mudança no início do ano. “Você sabia que esses materiais seriam controversos em nosso procedimento, não?”, perguntou Downes, ao que Hamilton respondeu que sim, mas disse que não quis reportar o sumiço à polícia porque “não podia garantir se a caixa foi roubada ou tinha sido jogada fora.”

compartilhar
comentários
Pilotos colocam em dúvida estreia do sistema de pontos

Artigo anterior

Pilotos colocam em dúvida estreia do sistema de pontos

Próximo artigo

Para Ecclestone, Horner jamais seria seu sucessor na FOM

Para Ecclestone, Horner jamais seria seu sucessor na FOM
Carregar comentários