Raikkonen: um décimo em Interlagos vale muito no grid

compartilhar
comentários
Raikkonen: um décimo em Interlagos vale muito no grid
Por:

Piloto da Ferrari fala de pista da "velha escola" em que mudanças no asfalto e nas zebras são sempre desafiadoras

Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Kimi Raikkonen, Scuderia Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Kimi Raikkonen, Ferrari

A Fórmula 1 chega ao Brasil no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, casa de 33 edições do GP brasileiro. Além das 15 curvas, Interlagos está a 800 metros acima do nível do mar e utiliza o sentido anti-horário, assim como Austin, Cingapura e Abu Dhabi.

"É um bom lugar para correr", disse Kimi Raikkonen, às vésperas de sua oitava corrida no José Carlos Pace, pista onde ele se tornou campeão do mundo em 2007.

"É um circuito diferente dos habituais, é da velha escola. A volta dura pouco e há muitas curvas, é difícil fazer bons tempos de volta e as marcas estão sempre próximas. Perder um décimo é equivalente a várias posições no grid. Não há muitos circuitos que são no sentido anti-horário, por isso há sempre algo novo."

"A pista já foi pavimentada muitas vezes. No início vai tudo bem, depois ano após ano se torna mais irregular e mais desafiadora. Agora eles mudaram as zebras um pouco e, portanto, o ritmo da volta. A pista em si não é muito complicada, mas sempre é difícil conseguir 100% dela."

Ainda há ingressos para GP do Brasil; veja dicas

Artigo anterior

Ainda há ingressos para GP do Brasil; veja dicas

Próximo artigo

Confira horários e programação para GP do Brasil de F1

Confira horários e programação para GP do Brasil de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Localização Autódromo José Carlos Pace
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Autor Redazione