Red Bull espera salto maior com motor no Canadá e em Baku

compartilhar
comentários
Red Bull espera salto maior com motor no Canadá e em Baku
Por:

Para Christian Horner, chefe da Red Bull, os avanços do motor Renault devem ser mais notados nos GPs do Canadá e da Europa

Jenson Button, McLaren Honda F1 Team MP4-31 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12

No GP de Mônaco, Daniel Ricciardo utilizou a atualização do motor Renault, antes prevista para o Canadá. Com a novidade, o australiano conseguiu a primeira pole da Red Bull desde 2013 e esteve próximo de vencer, não fosse um erro do time em um dos pit stops.

Christian Horner avaliou que a unidade de potência atualizada deu cerca de 0s2 de vantagem a Ricciardo, mas acredita que esse ganho deve aumentar em pistas que dependam mais do motor, como no Canadá, próxima etapa da temporada 2016 da Fórmula 1.

"Creio que a Renault tem feito um bom trabalho e tivemos avanços na unidade de potência. Em Mônaco, ganhamos aproximadamente 0s2. Espero que isso seja ainda maior quando estivermos em pistas como Montreal e Baku. Foi um passo positivo e, sem ele, não teríamos conseguido a pole position", afirmou.

Renovação com Renault foi decisão lógica

Após chegar perto de um 'divórcio' no ano passado, Red Bull e Renault anunciaram no final de semana em Mônaco a extensão da parceria até 2018. Para Horner, continuar com os franceses foi uma decisão lógica.

"Foi uma conversa franca e direta, que nos levou a um acordo para mais dois anos juntos. Com a reestruturação na Renault, o comprometimento que eles mostraram e o investimento que fizeram, permanecer com eles foi uma decisão lógica", disse.

Chefe da Ferrari diz que Räikkönen "nunca gostou" de Mônaco

Artigo anterior

Chefe da Ferrari diz que Räikkönen "nunca gostou" de Mônaco

Próximo artigo

Para chefão da Ferrari, pneus são a chave para salvar 2016

Para chefão da Ferrari, pneus são a chave para salvar 2016
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Horse Racing
Autor Pablo Elizalde