Red Bull formaliza protesto contra Sistema de Direção da Mercedes

Equipe acionou o dispositivo após o fim das atividades de pista desta sexta na Áustria

Red Bull formaliza protesto contra Sistema de Direção da Mercedes

Nos treinos livres do GP da Áustria de Fórmula 1 realizados nesta sexta, a Mercedes sobrou no Red Bull Ring, fazendo dobradinha nas duas sessões. O dia foi marcado pela estreia oficial do Sistema de Direção de Eixo Duplo (DED) da equipe na temporada e, mesmo quatro meses depois, continua causando polêmica. Após o fim do dia, a Red Bull entrou com um protesto formal contra o dispositivo.

O sistema DED da Mercedes permite que os pilotos ajustem o ângulo dos pneus dianteiros enquanto o carro está em movimento através do volante, puxando ou empurrando, como se fosse um manche de avião.

Leia também:

A Mercedes apresentou o dispositivo na pré-temporada e chamou a atenção do paddock, que passou a questionar a legalidade da inovação. Depois de cobranças, a FIA se manifestou e afirmou que o DED foi desenvolvido com a ciência da instituição, mas ela rapidamente se mexeu para banir o sistema no regulamento de 2021.

No comunicado divulgado após o final do segundo treino livre, a direção de prova afirma que o protesto da Red Bull foi feito com base no carro de Lewis Hamilton, alegando uma quebra dos artigos 3.8 e 10.2.3 do Regulamento Técnico da Categoria, relacionando a reclamação com as normas referentes a suspensão do carro.

"Nenhum ajuste pode ser feito a qualquer sistema de suspensão enquanto o carro está em movimento", diz o Artigo 10.2.3 do Regulamento Técnico da FIA.

A visão da FIA no início do ano era de que o sistema da Mercedes não faz alterações na suspensão. Ao invés disso, para eles, o DED é simplesmente uma outra forma de direção das rodas dianteiras. Quando ao que diz o regulamento sobre a direção, as regras não são restritivas.

Agora, a equipe terá que se apresentar aos fiscais. Caso a Red Bull vença o protesto, o DED deverá ser considerado irregular e banido da categoria com efeito imediato, o que pode causar uma grande reviravolta na temporada. A reunião está marcada para as 14h10 desta sexta, horário de Brasília.

Segundo informações da F1, a decisão deve sair antes do terceiro treino livre, marcado para as 7h do sábado.

GP da Áustria: Mercedes sobra e Racing Point mostra força; Red Bull começa atrás

PODCAST: Entrevista com Bruno Senna: a trajetória no automobilismo e histórias com tio Ayrton Senna

 

compartilhar
comentários
Após liderar dobradinha da Mercedes, Hamilton diz que rivais podem estar escondendo o jogo

Artigo anterior

Após liderar dobradinha da Mercedes, Hamilton diz que rivais podem estar escondendo o jogo

Próximo artigo

Chefe da Ferrari explica decisão de não negociar permanência de Vettel

Chefe da Ferrari explica decisão de não negociar permanência de Vettel
Carregar comentários