Fórmula 1
03 jul
-
05 jul
Evento encerrado
10 jul
-
12 jul
Treino Livre 3 em
10 Horas
:
16 Minutos
:
35 Segundos
R
GP da Hungria
17 jul
-
19 jul
Próximo evento em
6 dias
31 jul
-
02 ago
Próximo evento em
20 dias
R
GP de 70º aniversário
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
27 dias
28 ago
-
30 ago
Próximo evento em
48 dias
04 set
-
06 set
Próximo evento em
55 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
25 set
-
27 set
Próximo evento em
76 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
-
25 out
Próximo evento em
104 dias
R
GP do México
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
111 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
125 dias
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
139 dias

Relembre "fritadas" históricas de Red Bull e Toro Rosso

compartilhar
comentários
Relembre "fritadas" históricas de Red Bull e Toro Rosso
Por:
6 de mai de 2016 11:16

Obsessão por bons resultados faz do sonho da F1 se tornar pesadelo em pouco tempo para alguns pilotos com carreira meteórica nos dois times

Daniil Kvyat não resistiu aos resultados inconstantes, combinado com a ascensão de Max Verstappen e acabou voltando para a Toro Rosso nesta semana, tendo que ceder seu espaço ao jovem piloto holandês de 18 anos.

Mas o russo não é o primeiro caso dentro da Red Bull que possui algum tipo de revés durante uma temporada e não tem o contrato renovado sem alguma explicação aparente.

Desde 2005 a equipe austríaca, que teve o nascimento de sua irmã menor em 2006, coleciona casos de pilotos "fritados" e que tiveram dificuldades de prosseguir carreira na F1. Confira:

Colaborou: Gabriel Lima

Galeria
Lista

Vitantonio Liuzzi - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007

Vitantonio Liuzzi - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007
1/15

Foto de: XPB Images

O italiano esteve na Red Bull em 2005 como titular por apenas quatro provas: San Marino, Espanha, Mônaco e o GP da Europa, como parte do acordo realizado no início daquele ano, já que o titular da posição era Christian Klien.

Vitantonio Liuzzi - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007

Vitantonio Liuzzi - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007
2/15

Foto de: XPB Images

Na Toro Rosso em 2006, como titular, Liuzzi marcou apenas um ponto, após a oitava colocação nos Estados Unidos. No ano seguinte, erros no início do campeonato colocaram pressão em cima do italiano que via sua escuderia cortejar Sebastian Vettel e Sebastien Bourdais, que viria a ser seu substituto em 2008. Com apenas três pontos marcados no campeonato, Liuzzi deixou a equipe ao final da temporada 2007.

Christian Klien - Red Bull 2005 e 2006

Christian Klien - Red Bull 2005 e 2006
3/15

Foto de: XPB Images

Klien esteve nos primórdios da Red Bull, antes mesmo dela receber o nome da companhia de energéticos, ainda como Jaguar. Em 2005 ele tinha seu lugar garantido, mas um acordo prévio com Vitantonio Liuzzi o deixou de fora por quatro provas naquele ano.

Christian Klien - Red Bull 2005 e 2006

Christian Klien - Red Bull 2005 e 2006
4/15

Foto de: XPB Images

Com o nascimento da Toro Rosso, Klien não tinha a sombra de Liuzzi no time principal, mas os resultados - ou a falta deles - o atormentavam. David Coulthard conseguiu o primeiro pódio da equipe e tinha resultados mais consistentes. Com apenas dois pontos, Klien foi sacado da equipe nas últimas três etapas, tendo Robert Doornbos como substituto.

Scott Speed - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007

Scott Speed - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007
5/15

Foto de: Red Bull GmbH and GEPA pictures GmbH

Ele foi o primeiro norte-americano a competir na F1 desde Michael Andretti. Em 2005 foi da Red Bull como piloto reserva, mas garantiu a titularidade na estreante Toro Rosso no ano seguinte.

Scott Speed - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007

Scott Speed - Red Bull 2005 e Toro Rosso 2006 e 2007
6/15

Foto de: Red Bull GmbH and GEPA pictures GmbH

Em 2007, quebras e acidentes marcaram seu início de temporada. Ele alegava que a equipe queria se livrar dele e de Liuzzi. Resultado: Speed fez apenas 10 das 17 provas, dando lugar a Sebastian Vettel.

Sebastien Bourdais - Toro Rosso 2008 e 2009

Sebastien Bourdais - Toro Rosso 2008 e 2009
7/15

Foto de: Red Bull GmbH and GEPA pictures GmbH

O francês nascido em Le Mans entrou na Toro Rosso na sequência de "fritadas", substituindo Vitantonio Liuzzi. Em seu primeiro ano, 2008, apesar de estrear em Melbourne marcando pontos, acidentes e problemas em seu carro marcaram sua temporada. Do outro lado do box, ele viu Sebastian Vettel conquistando sua primeira vitória na F1, em Monza.

Sebastien Bourdais - Toro Rosso 2008 e 2009

Sebastien Bourdais - Toro Rosso 2008 e 2009
8/15

Foto de: Red Bull GmbH and GEPA pictures GmbH

Mesmo se aplicando nos treinos de inverno, o cenário não mudou e em 2009 ele fez apenas nove, das 17 etapas. Ele foi demitido mesmo tendo mais pontos que seu companheiro, o suíço Sebastien Buemi.

Sebastien Buemi - Toro Rosso 2009 a 2011 e Red Bull 2012 a 2014

Sebastien Buemi - Toro Rosso 2009 a 2011 e Red Bull 2012 a 2014
9/15

Foto de: XPB Images

O atual vice-líder da F-E foi o novato do ano de 2009 pela Toro Rosso e fez boa campanha em 2010.

Sebastien Buemi - Toro Rosso 2009 a 2011 e Red Bull 2012 a 2014

Sebastien Buemi - Toro Rosso 2009 a 2011 e Red Bull 2012 a 2014
10/15

Foto de: XPB Images

Promoção ou rebaixamento? Ao final de 2011 ele e seu companheiro da época, Jaime Alguersuari, foram substituídos por Daniel Ricciardo e Jean-Éric Vergne. Buemi virou piloto de testes da Red Bull até 2014 e até hoje é patrocinado pela marca na Fórmula E.

Jaime Alguersuari - Toro Rosso 2009 a 2011

Jaime Alguersuari - Toro Rosso 2009 a 2011
11/15

Foto de: XPB Images

Inicialmente confirmado para ter o papel de piloto de testes da Toro Rosso em 2009, o espanhol fez sua estreia no GP da Hungria daquele ano após a saída de Sebastien Bourdais. Naquela temporada, Alguersuari não marcou pontos e teve como melhor colocação um 14° lugar no Brasil.

Jaime Alguersuari - Toro Rosso 2009 a 2011

Jaime Alguersuari - Toro Rosso 2009 a 2011
12/15

Foto de: XPB Images

No ano seguinte marcou cinco pontos e em 2011 viveu a melhor fase da carreira, cravando 26 pontos. O piloto da Catalunha chegou a vencer o desafio das estrelas de kart daquele ano no Brasil, mas acabou não retornando à equipe da F1, sendo preterido por Daniel Ricciardo e Jean-Éric Vergne. Um confronto verbal com Helmut Marko, chefe do programa de pilotos da Red Bull, durante o GP da Coreia do Sul em 2011 colaborou para sua saída.

Jean-Éric Vergne - Toro Rosso de 2012 a 2014

Jean-Éric Vergne - Toro Rosso de 2012 a 2014
13/15

Foto de: XPB Images

Vergne fez parte da nova dupla de pilotos da Toro Rosso ao lado de Daniel Ricciardo em 2012. Na temporada inicial marcou 16 pontos e terminou à frente do australiano.

Jean-Éric Vergne - Toro Rosso de 2012 a 2014

Jean-Éric Vergne - Toro Rosso de 2012 a 2014
14/15

Foto de: XPB Images

O atual piloto da Red Bull deu o troco no ano seguinte, marcando 21 pontos, contra 13 de Vergne. Em 2014, Max Verstappen foi anunciado na equipe e Vergne se viu sem assento antes do fim da temporada. Com a saída de Sebastian Vettel da Red Bull, Kvyat acabou ocupando seu lugar, mas em novembro daquele ano, Vergne decidiu deixar o time. Hoje ele é piloto de testes da Ferrari.

Antonio Felix da Costa - Red Bull 2012

Antonio Felix da Costa - Red Bull 2012
15/15

Foto de: XPB Images

O português foi cortejado pela equipe por muito tempo. Mas bastou uma temporada abaixo do esperado na Fórmula Renault 3.5 em 2013 para que fosse descartado para uma vaga na Toro Rosso em 2014. No lugar dele entrou Daniil Kvyat.

Próximo artigo
Pai diz que Max Verstappen tem “acordo longo” com Red Bull

Artigo anterior

Pai diz que Max Verstappen tem “acordo longo” com Red Bull

Próximo artigo

McLaren terá novo assoalho, asas e carenagem em Barcelona

McLaren terá novo assoalho, asas e carenagem em Barcelona
Carregar comentários