Fórmula 1
27 jun
-
30 jun
Evento encerrado
11 jul
-
14 jul
Evento encerrado
25 jul
-
28 jul
Evento encerrado
01 ago
-
04 ago
Evento encerrado
R
GP da Bélgica
29 ago
-
01 set
Próximo evento em
6 dias
05 set
-
08 set
Próximo evento em
13 dias
R
GP de Singapura
19 set
-
22 set
26 set
-
29 set
Próximo evento em
34 dias
10 out
-
13 out
Próximo evento em
48 dias
24 out
-
27 out
Próximo evento em
62 dias
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
69 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
97 dias

Renault ameaça sair da F1, caso a FIA não estenda o prazo de homologação do motor

compartilhar
comentários
Renault ameaça sair da F1, caso a FIA não estenda o prazo de homologação do motor
Por:
Traduzido por: Vinicius Alves
8 de jun de 2015 15:02

Christian Horner, chefe da Red Bull, alerta que fabricante pode deixar a categoria se o regulamento de 2016 não mudar.

Christian Horner, Chefe da equipe Red Bull Racing na Coletiva de Imprensa da FIA
Christian Horner, Red Bull Racing Team
Renault F1 Sport logo
Renault F1 Sport truck. Formula 1, teste, Dia 2, quarta-feira

A Renault está ameaçando a deixar a Fórmula 1 a partir do ano que vem, caso a FIA não liberar o prazo de desenvolvimento do motor no regulamento. Em 2016, todos os motores deverão ser homologados até o final do mês de fevereiro, ou seja, antes do campeonato começar. Para que as regras fossem revistas, todas as equipes teriam que estar de acordo, mas a Mercedes é contra.

Um dos motivos que a fabricante alemã ir contra a mudança de regulamento é o aumento de custos, entretanto, Renault e também a Honda alegam que precisam de mais tempo para conseguir melhorar as unidades de potência, considerando que os testes são limitados. 

Horner afirma que este atual cenário é inaceitável para a Renault e acha que a Mercedes precisa repensar com muito cuidado sobre esta proibição na F1, pois pode acontecer consequências muito ruins para a categoria.

Mais tempo para o desenvolvimento

Quando perguntado sobre a possibilidade da Mercedes para mudar de ideia, Horner disse: "Eles não têm (a intenção), obviamente, mas a situação que temos com a Renault é bastante precária para o futuro", afirma.

"Se os motores tiverem que ser homologados em fevereiro, é praticamente um adeus para a Renault. Eles (Mercedes) precisam ser um pouco mais adultos e pensar melhor sobre isso. E a FIA, tem que pensar no futuro da categoria", adverte.

"Se F1 pode se dar ao luxo de perder fabricantes de motor, que deixe o regulamento como está", completou.

Traduzido por Vinícius Alves

 

Próximo artigo
Para Raikkonen, rodada foi causada por erro no mapeamento

Artigo anterior

Para Raikkonen, rodada foi causada por erro no mapeamento

Próximo artigo

Hamilton bate recorde de Nigel Mansell no GP do Canadá

Hamilton bate recorde de Nigel Mansell no GP do Canadá
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble