Rosberg: “2º não significa que a vitória não é possível”

Superado por grande margem pelo companheiro de equipe, Nico Rosberg lembra de reviravoltas ocorridas nesta temporada

Rosberg: “2º não significa que a vitória não é possível”
Polesitter Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team, second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team, third place Max Verstappen, Red Bull Racing
A young Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 and Sebastian Vettel, Ferrari fan
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Carregar reprodutor de áudio

Líder do campeonato por oito pontos à frente de Lewis Hamilton, Nico Rosberg foi o segundo no grid para o GP da Malásia. O alemão não fez uma boa classificação em comparação com seu companheiro de equipe, já que ficou a 0s414 da volta de Lewis. No fim, Rosberg conquistou um importante lugar na primeira fila.

Inclusive, após ficar em quinto depois de um erro em sua penúltima volta rápida, Nico foi perguntado na coletiva após o treino se fez sua última volta tentando apenas o segundo lugar. Sem gostar da indagação, Nico riu e disse: “Estava tentando a pole, senão nem estaria aqui.”

“Mas a volta do Lewis foi muito boa, seria difícil. Chegaria mais perto, mas acabei errando na última curva – algo não estava bom nesta curva, não conseguimos acertar bem o carro ali. Saí bastante de traseira lá.”

“Mas, enfim, estamos em segundo. E como já sabemos de outras oportunidades neste ano, segundo não significa que a vitória não é possível amanhã. Vimos isso algumas vezes.”

“Continuo muito otimista para amanhã.”

compartilhar
comentários
Hamilton comemora volta e avisa: “poderia ser mais rápida”
Artigo anterior

Hamilton comemora volta e avisa: “poderia ser mais rápida”

Próximo artigo

Confira batalha interna após classificação em Sepang

Confira batalha interna após classificação em Sepang