Rosberg supera tempo maluco na Hungria e é pole; Massa bate

Alemão conseguiu ser o melhor do grid na última tentativa, após Alonso rodar no minuto final do Q3. Massa bateu e sairá da 18° posição e Nasr foi o 16°

Rosberg supera tempo maluco na Hungria e é pole; Massa bate
Carregar reprodutor de áudio

O treino de classificação do GP da Hungria começou com atraso por causa da chuva e terminou com sol e pista seca. Teve Q1 com quatro bandeiras vermelhas, brasileiro batendo e decisão acontecendo só com o cronômetro zerado.

Melhor para Nico Rosberg, que com 1min19s965 no Q3, cravou a quarta pole do ano, a 26° da carreira. Ao seu lado, Lewis Hamilton, que foi 0s143 mais lento que o alemão. Como era esperado, a Red Bull dominou a segunda fila, com Daniel Ricciardo largando melhor que o jovem Max Verstappen.

O melhor brasileiro foi Felipe Nasr, que sairá na 16° posição. Felipe Massa bateu ainda no Q1e sairá duas posições atrás do compatriota.  

O Treino

A classificação para o GP da Hungria começou com 20 minutos de atraso, devido à chuva forte no circuito de Hungaroring. Felipe Massa foi o primeiro da fila, tentando fugir do spray dos outros carros e consciente de que mais chuva viria poucos tempo depois.

E a previsão estava certa. Quase cinco minutos depois, a direção de prova acionou a bandeira vermelha devido à força da chuva que voltava a cair de maneira intensa. Nesse ponto, Sergio Perez era o mais rápido, com 1min41s411. Seu companheiro de equipe, Nico Hulkenberg era o segundo, seguido de Fernando Alonso. Felipe Nasr era o quarto, com 1min42s390. Massa era o 11°, Rosberg,o 20° e Hamilton era o 21°.

Quinze minutos depois o treino foi reiniciado com poucos pingos caindo. Mesmo assim, com a pista ainda bastante molhada, Marcus Ericsson rodou na curva 10 e foi parar na barreira de pneus. Com o carro do sueco sendo retirado, nova bandeira vermelha foi acionada, faltando nove minutos para o término do Q1.

No retorno sem chuva e com o sol saindo, alguns carros optaram por pneus intermediários.

Hamilton foi parar na brita, quando estava fazendo sua melhor volta. Massa fez o mesmo, mas batendo no guard rail da curva 4, trazendo nova bandeira vermelha.

A essa altura, a pole era de Felipe Nasr, com 1min39s500.

Os carros voltaram com condições melhores de pista e a dupla da Mercedes foi a mais rápida, com Rosberg no comando. Mas nova bandeira vermelha foi acionada devido à batida de Rio Haryanto no mesmo local em que Ericsson colidiu.

Com menos de dois minutos para o fim e a impossibilidade de se abrir uma volta rápida, a direção de prova decidiu encerrar o longo Q1. Palmer, Massa, Magnussen, Ericsson, Wehrlein e Haryanto ficaram pelo caminho. Felipe Nasr foi o nono mais rápido.

No Q2 a normalidade foi entrando na pista, com os pilotos da Mercedes na ponta e com Daniel Ricciardo tentando se intrometer na festa de Rosberg e Hamilton.

O primeiro a arriscar pneus slick foi Valtteri Bottas, conseguindo bons resultados. Aos poucos, outros também foram para a borracha de pista seca e baixando os tempos consistentemente.

No final, Verstappen foi o mais veloz do Q2, com 1min22s660, seguido de Rosberg e Ricciardo. Nasr terminou o round em 16°. Além dele, Grosjean, Kvyat, Perez, Raikkonen e Gutierrez ficaram pelo caminho.

O Q3 começou com o domínio da Mercedes, seguido dos carros da Red Bull, com Hamilton e Ricciardo liderando seus times. Com este quadro, os pilotos chegaram nos minutos decisivos apostando em novos jogos de pneus e com a pista ficando cada vez mais seca.

Fernando Alonso rodou em sua última tentativa e obrigou a maioria dos pretendentes à pole a tirar o pé. Menos para Rosberg, que cravou 1min19s965 e conquistou a quarta pole do ano, a 26° da carreira.

 A largada para o GP da Hungria está prevista para às 9h deste domingo, horário de Brasília.

Confira o grid completo

Cla#PilotoChassisMotorTempoGapkm/h
1 6  Nico Rosberg  Mercedes Mercedes 1'19.965   197.231
2 44  Lewis Hamilton  Mercedes Mercedes 1'20.108 0.143 196.879
3 3  Daniel Ricciardo  Red Bull TAG 1'20.280 0.315 196.457
4 33  Max Verstappen  Red Bull TAG 1'20.557 0.592 195.781
5 5  Sebastian Vettel  Ferrari Ferrari 1'20.874 0.909 195.014
6 55  Carlos Sainz Jr.  Toro Rosso Ferrari 1'21.131 1.166 194.396
7 14  Fernando Alonso  McLaren Honda 1'21.211 1.246 194.205
8 22  Jenson Button  McLaren Honda 1'21.597 1.632 193.286
9 27  Nico Hulkenberg  Force India Mercedes 1'21.823 1.858 192.752
10 77  Valtteri Bottas  Williams Mercedes 1'22.182 2.217 191.910
11 8  Romain Grosjean  Haas Ferrari 1'24.941 4.976 185.677
12 26  Daniil Kvyat  Toro Rosso Ferrari 1'25.301 5.336 184.893
13 11  Sergio Perez  Force India Mercedes 1'25.416 5.451 184.644
14 7  Kimi Raikkonen  Ferrari Ferrari 1'25.435 5.470 184.603
15 21  Esteban Gutierrez  Haas Ferrari 1'26.189 6.224 182.988
16 12  Felipe Nasr  Sauber Ferrari 1'27.063 7.098 181.151
17 30  Jolyon Palmer  Renault Renault 1'43.965 24.000 151.701
18 19  Felipe Massa  Williams Mercedes 1'43.999 24.034 151.651
19 20  Kevin Magnussen  Renault Renault 1'44.543 24.578 150.862
20 9  Marcus Ericsson  Sauber Ferrari 1'46.984 27.019 147.420
21 94  Pascal Wehrlein  Manor Mercedes 1'47.343 27.378 146.927
22 88  Rio Haryanto  Manor Mercedes 1'50.189 30.224 143.132

 

compartilhar
comentários
FIA adota nova regra e vai punir pilotos que saírem da pista
Artigo anterior

FIA adota nova regra e vai punir pilotos que saírem da pista

Próximo artigo

Massa diz que passou por "rio" antes de acidente no Q1

Massa diz que passou por "rio" antes de acidente no Q1