Sauber é pessimista quanto a possibilidades em 2016

Engenheiro de pista de Marcus Ericsson diz que carro “infelizmente" será evolução de 2015 e espera concorrentes diretos mais fortes

Sauber é pessimista quanto a possibilidades em 2016
Marcus Ericsson, Sauber C34
Felipe Nasr, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Felipe Nasr, Sauber C34
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber C34
Carregar reprodutor de áudio

Com 36 pontos durante a temporada de 2015 da Fórmula 1, a Sauber espantou um pouco a crise que a assolou na temporada anterior, quando passou o ano todo sem marcar um ponto sequer.

Porém, a equipe técnica do time tem muito cuidado com as expectativas para este ano. Para o engenheiro de Marcus Ericsson, Erik Schuivens, a equipe terá uma oposição mais forte dos times de meio de pelotão no ano que vem.

"Espero que um passo à frente, mas as outras equipes vão progredir também", disse Schuivens ao site GPUpdate.net.

"Vamos ter a McLaren, por exemplo, mas também a Toro Rosso. Eles já tinham um chassi forte durante a temporada de 2015, e com uma unidade de potência melhor, será difícil de vencê-los.”

"Esperamos estar em Q2 e Q3 de vez em quando, para que possamos marcar pontos sem depender de outros carros abandonando. Se conseguirmos fazer isso, estaremos fazendo um bom trabalho."

Schuivens acrescentou que a Sauber tomou uma abordagem evolutiva em seu carro novo.

"Vai ser um desenvolvimento do carro de 2015, infelizmente", explicou.

"É claro que muitas coisas no carro vão ser novas. Não será uma revolução, mais uma evolução. É também por causa de nossa situação financeira. Quanto mais dinheiro você pode gastar, mais você pode fazer."

compartilhar
comentários
Hunter-Reay: “F1 precisa de mais GPs nos EUA para ter fãs”
Artigo anterior

Hunter-Reay: “F1 precisa de mais GPs nos EUA para ter fãs”

Próximo artigo

Dennis quer que substituto de Ecclestone seja de fora da F1

Dennis quer que substituto de Ecclestone seja de fora da F1