Fórmula 1
03 jul
-
05 jul
Evento encerrado
10 jul
-
12 jul
Evento encerrado
R
GP da Hungria
17 jul
-
19 jul
Próximo evento em
1 dia
31 jul
-
02 ago
Próximo evento em
15 dias
R
GP de 70º aniversário
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
22 dias
28 ago
-
30 ago
Próximo evento em
43 dias
04 set
-
06 set
Próximo evento em
50 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
25 set
-
27 set
Próximo evento em
71 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
-
25 out
Próximo evento em
99 dias
R
GP do México
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
106 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
120 dias
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
134 dias

Senna x Mansell, Massa x Kubica, Villeneuve x Arnoux: relembre os 10 duelos mais insanos da F1

compartilhar
comentários
Senna x Mansell, Massa x Kubica, Villeneuve x Arnoux: relembre os 10 duelos mais insanos da F1
Por:
10 de mai de 2020 16:40

Valendo vitória ou até mesmo posições intermediárias, a F1 já produziu batalhas que ficaram na memória e no coração dos fãs. Confira as 10 principais

Em entrevista exclusiva em Live no Instagram do Motorsport.com, Bruno Senna admitiu que assiste corridas do passado e exaltou o duelo entre Gilles Villeneuve e René Arnoux no GP da França de 1979.

A prova em Dijon citada pelo sobrinho de Ayrton Senna é considerada por muitos a que possui o duelo mais insano da história da F1 e o Motorsport.com listou mais outras nove batalhas. Confira:

Leia também:

 

Galeria
Lista

10. Hamilton vs Rosberg (Bahrein 2014)

10. Hamilton vs Rosberg (Bahrein 2014)
1/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

A temporada de 2014 inaugurou uma era de domínio da Mercedes. Lewis Hamilton liderou a dobradinha em Melbourne, mas no Bahrein, seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, mostrou a ele que teria uma luta nas mãos. Rosberg se classificou na pole, mas um rápido começo de Hamilton o ajudou a assumir a liderança logo na curva 1. Rosberg tentou recuperar a ponta na corrida na curva 4, mas se viu do lado errado da pista para fazer a manobra. Após tentativa frustrada na volta 18, Rosberg teve mais sucesso no giro seguinte. Quando os dois carros entraram na curva 1, o alemão conseguiu passar por Hamilton. O inglês não conseguiu encontrar caminho na curva 4, mas conseguiu uma saída melhor e passou por Rosberg saindo da curva. Faltando cinco voltas, Rosberg fez um último esforço para conseguir a liderança, assumindo brevemente a posição, mas também ultrapassado depois. A decisão aliviou o chefe da equipe, Toto Wolff.

9. Leclerc vs Verstappen (Grã-Bretanha 2019)

9. Leclerc vs Verstappen (Grã-Bretanha 2019)
2/10

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

A corrida mais recente desta lista apresenta as duas novas estrelas da Fórmula 1. Na temporada de 2019, Max Verstappen e Charles Leclerc travaram várias batalhas roda a roda, incluindo uma briga feroz na Áustria. A batalha deles durante o GP da Grã-Bretanha foi outro exemplo da rivalidade, mas respeitosa. Verstappen e Leclerc lutaram entre si por várias etapas da corrida, culminando em uma ousada ultrapassagem de Verstappen na curva Club. A manobra de Verstappen ganhou o prêmio da FIA de Ultrapassagem do Ano.

8. Massa vs Kubica (Japão 2007)

8. Massa vs Kubica (Japão 2007)
3/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

O próximo da lista é uma das corridas na chuva mais memoráveis dos últimos tempos. Em 2007, o GP do Japão mudou de Suzuka para Fuji, mas, embora a pista possa ter sido diferente, o clima do outono foi familiar. Felipe Massa, da Ferrari, largou da quarta posição, mas teve que recuar no período inicial do safety car para disputar pneus de chuva diferentes e se viu na sétima colocação na última volta. Massa estava perseguindo Robert Kubica, que também teve corrida problemática, incluindo um drive-through por contato com Hamilton. Massa e Kubica lutaram com unhas e dentes por cada centímetro molhado da pista e até mesmo pela área de escape. Massa achou que tinha se garantido depois de passar o polonês na curva 3, mas Kubica retomou a posição, o que aconteceu várias vezes nas curvas seguintes. No terceiro setor técnico, Massa forçou Kubica a sair da pista duas vezes, enquanto Kubica retornou na reta final. Apesar de ter passado pela zebra, Massa ainda prevaleceu e ficou em sexto lugar.

7. Mansell vs Berger (México 1990)

7. Mansell vs Berger (México 1990)
4/10

Foto de: Ercole Colombo

O GP do México de 1990 foi uma das corridas que tiveram um pouco de tudo. Ayrton Senna assumiu a liderança, enquanto seu amargo rival Alain Prost começou na 13ª posição. Prost abriu caminho no pelotão, enquanto Senna estava começando a sofrer com o desgaste dos pneus na segunda metade da corrida. Faltando dez voltas, Prost finalmente passou por Senna na liderança. Logo depois, o brasileiro abandonou depois que seu pneu traseiro direito estourou. Prost conquistou uma vitória confortável, mas o verdadeiro destaque da corrida foi dado por seu companheiro de equipe, Nigel Mansell. O Leão foi superado por Gerhard Berger na curva 1, mas retribuiu com uma atitude corajosa em toda a parte externa da temida curva Peraltada.

6. Hakkinen vs Schumacher (Bélgica 2000)

6. Hakkinen vs Schumacher (Bélgica 2000)
5/10

Foto de: McLaren

Um duelo roda a roda é ainda mais memorável se envolver os dois maiores pilotos de sua geração, disputando a vitória e o campeonato mundial. O GP da Bélgica de 2000 apresentou exatamente isso. Mika Hakkinen liderou em uma corrida com tempo seco e molhado, mas Michael Schumacher logo diminuiu a diferença. Depois de uma parada para pneus de pista seca, Schumacher passou por Hakkinen depois que o finlandês foi para a grama na Stavelot e voltou. Schumacher parecia a caminho de uma vitória certa, mas nos estágios finais da corrida seus pneus começaram a desaparecer. Na volta 40, Hakkinen encontrou mais tração saindo da La Source e conseguiu um forte impulso na Kemmel. Hakkinen puxou por dentro, mas Schumacher bloqueou agressivamente o finlandês, quase o colocando na grama e danificando a asa dianteira da McLaren. O finlandês gesticulou com raiva e estava ainda mais determinado a arrebatar a vitória do alemão. Um pouco de trânsito deu a ele o impulso de tentar novamente na volta seguinte. Na reta Kemmel, Schumacher passou por Ricardo Zonta por fora. Hakkinen seguiu seu rival, mas habilmente pegou a linha de dentro. Isso impediu Schumacher de fechar a porta uma segunda vez. Hakkinen manteve o interior na Les Combes e fez a manobra vencedora da corrida.

5. Mansell vs Senna (Espanha 1991)

5. Mansell vs Senna (Espanha 1991)
6/10

Foto de: Rainer W. Schlegelmilch

A próxima da lista é outra briga icônica entre dois campeões mundiais. No novíssimo Circuito da Catalunha, o GP da Espanha de 1991 foi uma corrida com muitos fatores desconhecidos. Especialmente quando começou a chover na manhã da prova. Em uma pista úmida, Gerhard Berger assumiu a liderança, enquanto Ayrton Senna, Michael Schumacher e Nigel Mansell estavam lutando atrás do austríaco. Mansell passou Schumacher para o terceiro lugar e depois desafiou Senna. Na reta principal, Mansell saiu do vácuo de Senna e a dupla produziu outra imagem histórica, imortalizada pelo lendário fotógrafo Rainer Schlegelmilch. Lado a lado, separados por polegadas, faíscas voavam, com o vapor saindo das asas traseiras. Seus carros se aproximaram ainda mais, até que Senna cedeu e Mansell fez a ultrapassagem.

4. Alonso vs Schumacher (San Marino 2005)

4. Alonso vs Schumacher (San Marino 2005)
7/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

O GP de San Marino de 2005 é um excelente exemplo de que você não precisa ultrapassagens para ter um espetáculo emocionante. O líder do campeonato, Fernando Alonso, assumiu a liderança quando o eixo de transmissão de Kimi Raikkonen quebrou. Michael Schumacher, que teve um início de temporada tórrido com os pneus Bridgestone da Ferrari, começou em 13º, mas subiu. Depois da parada final de Alonso e passar Jenson Button, Schumacher chegou à liderança pela primeira vez em 2005. Alonso recuperou a ponta quando Schumacher fez sua última parada, mas era evidente que Schumacher foi muito mais rápido que o espanhol. Schumacher teve doze voltas para derrotar Alonso, com certeza tempo suficiente para agir. Volta após volta, Schumacher chegou perto, mas Alonso defendeu bravamente e mostrou-se imperturbável sob pressão.

3. Senna vs Mansell (Espanha 1986)

3. Senna vs Mansell (Espanha 1986)
8/10

Foto de: LAT Images

O GP da Espanha de 1986 em Jerez foi um dos mais próximos da história da F1. Nigel Mansell passou pelo companheiro de equipe, Nelson Piquet, logo no início, para começar a perseguir o pole Ayrton Senna. Mansell e Senna travaram uma batalha impressionante, o britânico superou Senna, mas ele retomou a liderança agressivamente. Mansell também perdeu a segunda posição para Alain Prost, e decidiu fazer um pit stop. Com pneus novos, Mansell logo passou por Prost e atacou Senna, que tentava desesperadamente bloquear o britânico com seus pneus mais velhos. Na última curva da última volta, Mansell pegou o vácuo e foi para o lado do brasileiro na reta. Senna conseguiu segurar a vitória por apenas 0s014 em um dos finais mais emblemáticos da Fórmula 1. Depois, Mansell, exausto, brincou que ele e Senna deveriam receber 7,5 pontos pelos seus esforços.

2. Stewart vs Rindt (Grã-Bretanha 1969)

2. Stewart vs Rindt (Grã-Bretanha 1969)
9/10

Foto de: LAT Images

O GP da Grã-Bretanha de 1969 evoluiu para uma daquelas batalhas icônicas que caracterizam a época mais assustadora do esporte. Sem chicanes para desacelerar os carros, Silverstone era considerada uma das pistas mais rápidas do mundo, junto com Monza. De fato, a corrida de 1969 provou que você não precisa de muitos carros para uma corrida de carros emocionante. Certamente, houve uma disputa divertida para o terceiro lugar entre Jacky Ickx e Bruce McLaren. Ainda assim, todos os olhos estavam voltados para os dois líderes. Por muitas voltas, o Lotus de Jochen Rindt e Jackie Stewart, da Matra, estavam lutando com unhas e dentes pela liderança, trocando de posição várias vezes. Na segunda metade da corrida, Stewart às vezes perdia o contato devido ao trânsito, mas depois reencontrava o austríaco novamente. O evento foi decidido de forma anticlimática, quando Rindt teve que ceder por causa uma asa traseira solta, que estava raspando o pneu. Stewart venceu por uma volta à frente de Ickx e McLaren. Ainda assim, a prolongada batalha entre Stewart e Rindt foi aclamada como a melhor da Fórmula 1 na época.

1. Villeneuve vs Arnoux (França 1979)

1. Villeneuve vs Arnoux (França 1979)
10/10

Foto de: Ercole Colombo

A principal posição desta lista também vem de uma época em que os duelos roda a roda eram mais propensos a ter consequências terríveis. Isso, e o puro comprometimento e controle de carro demonstrado por Gilles Villeneuve e Rene Arnoux, é o motivo pelo qual sua sucessão épica durante o GP da França de 1979 é tão carinhosamente lembrada. Na curta pista de Dijon, Villeneuve começou em terceiro, atrás das duas Renaults de Arnoux e do de Jean-Pierre Jabouille, o pole. Villeneuve foi para o primeiro lugar e construiu uma vantagem confortável sobre Jabouille, antes que o francês começasse a reduzir a diferença. Na metade da prova, Jabouille aguardava pacientemente a oportunidade de passar por Villeneuve, que se apresentou quando o canadense foi pego pelo trânsito. Jabouille assumiu a liderança e desapareceu de vista, enquanto Villeneuve optou por conservar seus pneus. Ele agora precisava focar sua atenção no outro Renault, de Arnoux, que estava se aproximando rapidamente. Após duas voltas atrás de Villeneuve, Arnoux finalmente entrou na curva 1 com três voltas para o final, para o deleite da torcida francesa. Villeneuve se recusou a desistir e retribuiu a manobra uma volta depois, espetacularmente travando os pneus enquanto passava por Arnoux. Na última volta, Arnoux novamente assumiu a posição na curva 1, mas foi forçado a reduzir e perdeu força. Isso deu a Villeneuve a chance de enfiar o bico ao lado do francês na curva 5. Eles esfregaram suas rodas, mas de alguma forma conseguiram continuar. Arnoux ficou na frente, mas Villeneuve se deu melhor em um mergulho ousado na curva Parabolique. Enquanto Jabouille se tornava o primeiro francês a vencer um GP da França em 31 anos, em um carro francês, a corrida seria lembrada pelo duelo épico pelo segundo lugar.

VÍDEO: Quais vitórias de Nelson Piquet a TV Globo poderia reprisar?

PODCAST: Os cinco maiores mitos e verdades da F1

 

Próximo artigo
Reprise de GP do Brasil de 1991 tem participação de Bruno Senna e emociona Galvão: "Espetáculo!"

Artigo anterior

Reprise de GP do Brasil de 1991 tem participação de Bruno Senna e emociona Galvão: "Espetáculo!"

Próximo artigo

F1 "aguarda detalhes" sobre quarentena anunciada no Reino Unido

F1 "aguarda detalhes" sobre quarentena anunciada no Reino Unido
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Filip Cleeren