Fórmula 1
R
GP de Eifel
09 out
Próximo evento em
19 dias
R
GP de Portugal
23 out
Próximo evento em
33 dias
04 dez
Próximo evento em
75 dias
R
GP de Abu Dhabi
11 dez
Próximo evento em
82 dias

Tensão na Ferrari: Leclerc celebra quarto lugar, mas Vettel detona a equipe; entenda

compartilhar
comentários
Tensão na Ferrari: Leclerc celebra quarto lugar, mas Vettel detona a equipe; entenda
Por:
Co-autor: Giacomo Rauli

Chefe da escuderia, Mattia Binotto, se posicionou sobre declarações dos pilotos

Charles Leclerc e Sebastian Vettel viveram situações opostas neste domingo em Silverstone, no GP do 70º aniversário da Fórmula 1. O monegasco conseguiu manter um bom ritmo na corrida e lidar com o desgaste dos pneus para chegar ao quarto lugar que ele considerou "uma vitória". Enquanto isso, o tetracampeão, que sofreu para chegar em 12º, reclamou da equipe.

Leclerc largou da oitava posição e conseguiu superar as Racing Point, Pierre Gasly e Daniel Ricciardo na estratégia para escalar o pelotão. Ele chegou a brigar com Lewis Hamilton por um lugar no pódio, mas terminou em quarto, algo que o deixou satisfeito.

“Estou muito feliz hoje”, disse Leclerc à Sky F1. “Quer dizer, para mim parece uma vitória, e é claro que não parece bom considerarmos o quarto lugar uma vitória, mas no momento é onde estamos. Nesta manhã eu esperava chegar em oitavo na melhor das hipóteses".

“E no ano passado penso que o meu ponto mais fraco foi o gerenciamento dos pneus e trabalhei muito. E sempre que trabalho e vejo que os resultados continuam no caminho certo, é uma grande satisfação".

 

Leclerc admitiu que ficou perplexo com o ritmo que foi capaz de atingir e em um ponto pensou que poderia passar Valtteri Bottas para buscar um lugar no pódio.

“Sinceramente, não entendo bem como conseguimos esse desempenho, porque mesmo no final da corrida com os pneus duros, eu estava indo muito bem".

“Em certo ponto eu até pensei em atacar Bottas, algo que eu pensei que não poderia acontecer este ano. Eu tentei resistir ao Hamilton porque era a escolha certa a fazer. No começo eu dei espaço a ele, porque eu estava ocupado fazendo minha corrida".

“No final, eu estava no pódio e acreditei até ao fim que conseguiria. Um pódio teria sido inesperado e excepcional, mas no final não consegui me defender”.

Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari, concordou que o quarto lugar foi um excelente resultado para o time de Maranello e destacou as qualidades dos rivais.

"Digamos que a Mercedes é mais forte do que nós na corrida e Verstappen também, então o quarto lugar foi o melhor resultado que podíamos conseguir. Acho que a corrida de hoje foi boa para Charles. Ele caiu décimo depois de uma volta e subiu para o quarto lugar", comentou Binotto.

Vettel reclama da Ferrari no rádio

O alemão, que não teve o contrato renovado com a escuderia italiana para 2021, teve ritmo mais lento do que o companheiro durante a corrida e chegou a reclamar por rádio da estratégia da Ferrari no meio da corrida.

Não bastasse a dificuldade em lidar com os problemas do carro, Vettel ainda rodou durante a prova e perdeu algumas posições. O alemão lamentou o mau desempenho e destacou que a estratégia foi diferente do que esperava.

"Passamos por duas semanas muito ruins, não sei o que aconteceu em termos de ritmo. É um pouco estranho. Certamente não é o melhor dia para mim, é um pouco frustrante. Tentei fazer alguma coisa hoje, mas o jeito que virei na primeira volta não ajudou. Não sei o que aconteceu, porque tentei me manter longe de encrenca, mas senti uma batida, deve ter sido na zebra, e isso fez eu girar um pouco. Me pegou de surpresa”.

 

“Consegui voltar ao pelotão muito rapidamente, mas a estratégia não foi boa. Fizemos exatamente o que queríamos evitar, por isso não sei o que pensaram, mas vamos em frente".

"Honestamente, acho que meu ritmo foi o mesmo nas duas corridas em Silverstone, não acho que tenha havido uma melhora. A sensação foi um pouco melhor do que na semana passada, mas o desempenho foi o mesmo. O ritmo foi igual. E é uma interrogação, mas não posso fazer muito a respeito. Terei que tentar dar o meu melhor e manter a calma o máximo possível, olhando para a próxima semana ”.

Questionado sobre a posição de Vettel e as reclamações no rádio, Binotto defendeu a decisão da Ferrari mas demonstrou compreensão com a situação do alemão.

“Não acho que Sebastian tenha perdido a fé no time. Ele está passando por um momento difícil na classificação e em duas corridas em que não encontrou confiança no carro. Aqui ele rodou ao colocar as rodas na grama e sua corrida foi difícil".

"Sinceramente, acho que há pouco a dizer sobre estratégias. Antecipamos talvez com algumas voltas a chamada em relação ao ideal que o fez perder a posição em Raikkonen que, no entanto, sabíamos que ele iria se recuperar sem perder tempo".

Pelo contrário, permitiu que Charles continuasse seu retorno. No geral, foi a escolha certa para a equipe e não achamos que penalizamos Sebastian. A corrida dele estava comprometida no início e acho que foi o chave, não a estratégia escolhida ".

Assista ao Pódio, análise do Motorsport.com sobre a corrida em Silverstone:

Hamilton diz que seus pneus "pareciam balões" em Silverstone

Artigo anterior

Hamilton diz que seus pneus "pareciam balões" em Silverstone

Próximo artigo

Chefe da Ferrari rebate crítica de Vettel e diz que alemão iria mal de qualquer jeito

Chefe da Ferrari rebate crítica de Vettel e diz que alemão iria mal de qualquer jeito
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de 70º aniversário
Pilotos Sebastian Vettel , Charles Leclerc
Equipes Scuderia Ferrari
Autor Adam Cooper