Tirar sexta-feira não deixará F1 mais interessante, diz FIA

Presidente da entidade, Jean Todt acredita que acabar com sessões livres às sextas-feiras não seja atitude correta

Tirar sexta-feira não deixará F1 mais interessante, diz FIA

Questionados atualmente pela falta de ação, os treinos livres de sexta-feira não fariam diferença na emoção da Fórmula 1, acredita o presidente da FIA, Jean Todt.

Para o francês, o fim de semana de apenas dois dias não se justificaria já que não significaria necessariamente que o formato do final de semana fosse ser mais atrativo.

"É bem simples, não encontramos nada que fosse melhor do que o formato atual", disse Todt à Speed Week.

"Se descobríssemos algo que acreditamos ser um verdadeiro progresso, analisaríamos muito de perto", acrescentou.

A Liberty Media, nova dona da F1, tem sido cobrada para “apimentar” os finais de semana de corrida com uma abordagem mais emocionante ao estilo americano para a interação e crescimento da audiência.

Os treinos de sexta-feira têm sido criticados pelos pilotos, como sendo chatos de assistir. Fernando Alonso comentou no ano passado que a F1 "deveria pagar às pessoas que estão nas arquibancadas para assistir os carros passando.”

"Os fãs querem ver carros rápidos. Querem ver algo que você não consegue fechar a boca depois de ver o carro passar. Eu estive 30 minutos fora do carro hoje durante o treino no circuito e estava quase dormindo", disse ele no GP do Brasil.

compartilhar
comentários
Salo vê Bottas em situação “muito difícil” na Mercedes
Artigo anterior

Salo vê Bottas em situação “muito difícil” na Mercedes

Próximo artigo

Toro Rosso anuncia data de lançamento do STR12

Toro Rosso anuncia data de lançamento do STR12
Carregar comentários