Fórmula 1
R
GP de Portugal
30 abr
Próximo evento em
18 dias
06 mai
Próximo evento em
24 dias
20 mai
Próximo evento em
38 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
52 dias
10 jun
Próximo evento em
59 dias
24 jun
Próximo evento em
73 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
80 dias
29 jul
Próximo evento em
108 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
136 dias
02 set
Próximo evento em
143 dias
09 set
Próximo evento em
150 dias
23 set
Próximo evento em
164 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
171 dias
07 out
Próximo evento em
178 dias
21 out
Próximo evento em
192 dias
28 out
Próximo evento em
199 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
244 dias

Veja quais são as opções da F1 para uma segunda corrida nos EUA

De acordo com Stefano Domenicali, Miami se destaca atualmente como o projeto mais avançado; veja outras possibilidades

Veja quais são as opções da F1 para uma segunda corrida nos EUA

Desde que reconquistou a posição nos Estados Unidos em 2012 no Circuito das Américas, em Austin, a Fórmula 1 está ansiosa para expandir sua presença no país norte americano. O editor global do Motorsport.com Luke Smith citou quais candidatos viáveis podem ser considerados.

O impulso só se intensificou após a aquisição da categoria pela Liberty Media em 2017, que rapidamente definiu os projetos de um segundo evento nos EUA em um futuro próximo para ajudar a atrair um mercado que tradicionalmente tem sido difícil de abrir.

Leia também:

Após três anos sob comando de um americano, Chase Carey, a F1 agora está sendo comandada pelo ex-chefe da Ferrari Stefano Domenicali, da Itália.

A nomeação de Domenicali, no entanto, não marcou uma mudança na abordagem da categoria. Apesar das sugestões de rotação do calendário e de uma redução potencial no número de corridas previstas para 2021, adicionar outra corrida americana continua sendo uma prioridade.

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

“Nossa estratégia no futuro será estar mais presente nos Estados Unidos, com mais de um GP”, explicou o italiano no início deste mês. “Austin tem sido muito importante nos últimos anos do nosso calendário. Será também no futuro. Estamos discutindo com eles a renovação do acordo.”

“Existem outras (possibilidades) que envolvem outras áreas do país, mas não estão no nível em que eu posso dizer sim, estão lá. Nos próximos meses, decidiremos o que será possível em termos de discussão em relação a esse país, e eventual rotação ou estabilização com dois que são fixos.”

"É um trabalho em progresso. Mas posso garantir que agora há um grande interesse nos EUA com a F1”, declarou.

Pre-race airshow, American flag arrives on the starting grid

Pre-race airshow, American flag arrives on the starting grid

Photo by: Joe Portlock / Motorsport Images

Mesmo com o aumento do interesse de novos mercados e locais com a mudança no calendário do ano passado, o compromisso da F1 com uma segunda corrida nos Estados Unidos permanece intacto. Ele remete ao final dos anos 70 e início dos anos 80, quando rotineiramente tinha mais de uma corrida americana, chegando a ter três em 1982.

Mas quais são os projetos mais realistas em que a categoria terá uma segunda oportunidade nos EUA nos próximos anos?

Miami track rendering

Miami track rendering

Photo by: Hard Rock Stadium

A saga do GP de Miami

Miami tem sido o principal foco da Liberty nos Estados Unidos desde sua chegada. Carey costumava usar a frase “cidades destino” ao discutir para onde queria levar a F1 no futuro, com Miami, Flórida, e Hanói, no Vietnã, como seus principais exemplos.

Os planos iniciais para adicionar uma corrida de rua em Miami no calendário já em 2019 estavam sujeitos à pressão de grupos locais, levando a revisões do layout do circuito planejado e um atraso em sua inclusão ao calendário.

A proprietária da categoria manteve seu compromisso com o projeto de Miami, trabalhando com os donos do Miami Dolphins no lado promocional e organizacional, liderado por Tom Garfinkel. A pista está programada para ser construída nos arredores do Hard Rock Stadium, evitando o uso de vias públicas de acordo com o último layout de pista proposto (abaixo).

Miami Grand Prix revised track layout

Miami Grand Prix revised track layout

Photo by: Miami GP

Miami não constava no calendário inicialmente anunciado para 2021 no final do ano passado, mas Carey enfatizou na época que o projeto estava muito vivo e era algo com que a F1 estava comprometida. Domenicali fez eco dessa mensagem, dizendo que para uma segunda corrida nos Estados Unidos, Miami se destaca atualmente como o projeto mais avançado.

“Miami é aquela que é a mais avançada em termos de discussão”, disse Domenicali. “Miami é o mais avançado em termos de possibilidades.”

Os novos circuitos e projetos construídos sempre enfrentam obstáculos significativos, vistos mais recentemente com as lutas enfrentadas pelo Vietnã, que agora parece improvável que venha a realizar um GP em Hanói.

Mas o projeto de Miami parece mais forte e mais bem planejado. A Liberty não está tentando apressar isso no calendário apenas para marcar uma vitória fácil, preferindo construir algo que seja duradouro e sustentável.

Lewis Hamilton, McLaren MP4-22

Lewis Hamilton, McLaren MP4-22

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Um retorno a Indianápolis?

Isso não significa que outros locais americanos não estejam sendo explorados, com um antigo circuito anfitrião emergindo como um forte candidato para um futuro GP: Indianápolis.

Desde que assumiu o Indianapolis Motor Speedway (500 milhas de Indianápolis) e IndyCar no final de 2019, Roger Penske declarou seu interesse em trazer a F1 ao local que sediou o GP dos Estados Unidos entre 2000 e 2007.

“Queremos adicionar capacidade”, disse Penske recentemente. "Para que podemos usar isso? Podemos fazer uma corrida de 24 horas aqui? Podemos fazer uma corrida de Fórmula 1? Quais são as coisas que podemos fazer? Isso é um grande trunfo.”

Mesmo após o impacto da pandemia do coronavírus, a categoria elite do automobilismo continua no topo da lista de alvos de Penske, e há um interesse mútuo. Carey foi notavelmente discreto sobre quaisquer discussões sobre corridas futuras, mas revelou ao Motorsport.com no ano passado que havia um interesse.

“Obviamente, é uma pista icônica para as corridas mundiais”, disse ele. “Faz parte da Tríplice Coroa: Mônaco, Le Mans e Indy. Portanto, isso mostra o que essa faixa significa. É uma pista especial para o mundo do automobilismo.”

The start of the race with only six cars

The start of the race with only six cars

Photo by: Steve Swope / Motorsport Images

Trabalhar com uma pista pré-existente, principalmente uma das conhecidas de Indianápolis, traria muitos benefícios à F1. As cicatrizes da corrida de 2005 (acima) já estão praticamente curadas, com a categoria desfrutando de um ressurgimento decente. Alexander Rossi pode ter encerrado esperança de um piloto americano na F1 em 2015, e pode não haver nenhum júnior notável no horizonte – o orçamento é um problema para o vencedor da corrida de F3 Logan Sargeant - mas mesmo assim, a audiência da TV tem sido promissora.

Os números da ESPN na TV permaneceram praticamente inalterados no ano passado. Se a F1 fosse seguir o caminho de reviver uma corrida em Indianápolis, poderia até ajudar em sua tentativa de atrair novos fãs ao sacudir o formato, indo por uma rota como o formato de corridas sprint, que pode ser testado em três etapas este ano. Por que não adotar um pouco do espetáculo da Indy 500 - que é destacada no calendário da IndyCar de tantas maneiras - para torná-la mais um evento de destaque para a F1?

Gilles Villeneuve, Ferrari 126C2

Gilles Villeneuve, Ferrari 126C2

Photo by: Motorsport Images

Miami e Indianápolis parecem ser as opções mais prováveis para a categoria máxima conseguir uma segunda corrida nos Estados Unidos em um futuro próximo, mas outros eventos podem sentir uma oportunidade. Long Beach (acima) sediou o GP do Oeste dos EUA entre 1976 e 1983 antes de se tornar um evento da IndyCar.

Quanto mais a F1 tem sucesso com pistas 'tradicionais' na Europa, visto com Mugello e Ímola no ano passado, mais haverá dúvidas sobre uma abordagem semelhante para os circuitos nos Estados Unidos, mesmo se um GP em Road America, Mid-Ohio ou Barber Motorsports Park possam parecer fantasiosos.

Independentemente de onde pare, o compromisso da F1 de colocar outra corrida americana no calendário nos próximos anos é claro. Domenicali não quer que a agitação em torno da categoria no país dure apenas na semana que antecede a corrida de Austin. Ele está ansioso para garantir que a mensagem vá mais longe e já está começando a trabalhar nisso.

The Dallas Cowboys Cheerleaders entertain the F1 crowd at Austin

The Dallas Cowboys Cheerleaders entertain the F1 crowd at Austin

Photo by: Joe Portlock / Motorsport Images

“Os EUA precisam ser alimentados com as notícias da F1 todos os dias”, disse Domenicali. “É errado ir lá uma semana - digamos que você tenha um impulso incrível uma semana antes da corrida de Austin - e depois ficar em silêncio.”

“O que já planejamos é um plano de comunicação bastante forte nos Estados Unidos. Precisamos martelar informações com os canais certos de forma contínua. Levará muito tempo de inicialização em termos de investimento, mas a recompensa será enorme”, acrescentou.

Essa é a abordagem da F1 para os Estados Unidos em poucas palavras: o tempo de espera será longo, mas valerá a pena esperar.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

ALFA ROMEO 2021: Veja carro com "PINTURA INVERTIDA" e como equipe busca SAIR do FUNDO do grid

PODCAST - Como congelamento de motores impacta mercado da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Grosjean acerta detalhes para teste de despedida com a Mercedes

Artigo anterior

F1: Grosjean acerta detalhes para teste de despedida com a Mercedes

Próximo artigo

F1: Red Bull divulga primeiras imagens do RB16B, carro de 2021; veja fotos

F1: Red Bull divulga primeiras imagens do RB16B, carro de 2021; veja fotos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith