Fórmula 1
R
GP de Portugal
30 abr
Próximo evento em
18 dias
06 mai
Próximo evento em
24 dias
20 mai
Próximo evento em
38 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
52 dias
10 jun
Próximo evento em
59 dias
24 jun
Próximo evento em
73 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
80 dias
29 jul
Próximo evento em
108 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
136 dias
02 set
Próximo evento em
143 dias
09 set
Próximo evento em
150 dias
23 set
Próximo evento em
164 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
171 dias
07 out
Próximo evento em
178 dias
21 out
Próximo evento em
192 dias
28 out
Próximo evento em
199 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
244 dias

Veja sete fatos que marcaram os lançamentos dos carros da F1 na semana

Equipe sem chefe, ataque de hackers, esconde-esconde de campeã. Confira o que marcou a semana de lançamentos de 2021

Veja sete fatos que marcaram os lançamentos dos carros da F1 na semana

Metade das equipes da Fórmula 1 revelou seus carros entre terça-feira (02) e sexta-feira (05), mostrando em boa parte as novas cores do grid da temporada de 2021 que começa no dia 28 de março com o GP do Bahrein.

Além da tradicional exibição de pinturas, Mercedes, Aston Martin, Alpine, Haas e Williams revelaram alguns fatos marcantes que podem (ou não) interferir no desempenho de pista. O Motorsport.com ressaltou alguns deles, confira.

Leia também:

Esconde-esconde da Mercedes

Além do layout dos carros, uma das informações importantes que a grande maioria das equipes revelou são os locais onde empregaram as duas fichas de desenvolvimento em que têm direito para este ano. A exceção da semana foi justamente a equipe heptacampeã do mundial de construtores.

“Há algumas partes do carro que você poderia mexer sem gastar fichas, como a unidade de potência, o sistema de resfriamento, a suspensão e as superfícies aerodinâmicas. Nós gastamos nossas fichas, mas não vamos revelar ainda no que. Isso ficará claro com o tempo”, disse o diretor técnico da Mercedes, James Allison.

Mercedes AMG F1 W12

Mercedes AMG F1 W12

Photo by: Daimler AG

O verde perfeito da Aston Martin

Sabia-se que a Aston Martin queria usar o seu tradicional verde britânico no carro de 2021, e decidir qual o tom escolhido acabou sendo uma decisão difícil. Frequentemente vemos as equipes acertarem em parte as cores de sua pintura. Em muitos casos, elas funcionam na vida real, mas não se dão bem nas fotos ou na TV. É por isso que o diretor criativo da Aston Martin, Marek Reichman, explicou que, a decisão final sobre qual tom de verde usar acabou passando por muita reflexão.

"Na verdade, foi uma longa jornada", explicou Reichman, que projeta os modelos de rua da Aston Martin há 16 anos. "Passamos 12 meses desenvolvendo uma cor. Passamos por muitas versões da pintura, e tudo foi decidido aos 45 minutos do segundo tempo, com mudanças nos detalhes para garantir que tudo está certo".

"Certamente será a cor mais bonita do grid".

Aston Martin AMR21

Aston Martin AMR21

Photo by: Aston Martin Racing

Aston Martin cinco anos para título

Mas a Aston Martin não quer apenas ficar bonita na TV ou nas fotos. A equipe liderada pelo bilionário Lawrence Stroll, que conta com seu filho Lance e Sebastian Vettel, tem como meta chegar ao título mundial, seja de pilotos ou construtores, em no máximo cinco anos. O chefe da equipe, Otmar Szafnauer explicou.

“É muito mais fácil dizer que vamos lutar e vencer um campeonato do que realmente fazer isso”, disse ele. “As duas coisas que precisam acontecer é que precisamos de um bom plano, para começarmos hoje e chegarmos aos candidatos ao campeonato mundial, e então temos que executar.”

“A execução definitivamente vai levar algum tempo. Pessoas na F1 e em outras equipes disseram que você sabe que precisa de três a cinco anos para isso. E não somos diferentes.”

“No final de 2022, devemos nos mudar para uma nova fábrica e dentro dela vamos precisar de ferramentas de última geração que nos ajudarão a projetar e desenvolver um carro que mereça lutar pelo campeonato mundial, então faltam alguns anos.”

“Se eu tiver que olhar para o futuro, você sabe que será no período de três a cinco anos.”

Aston Martin AMR21

Aston Martin AMR21

Photo by: Aston Martin Racing

Kvyat de volta à F1, mas nem tanto

A semana não ficou apenas em anúncios e divulgações de carros. Durante o evento da Alpine, foi divulgado que Daniil Kvyat será o piloto de testes e reserva da equipe que até o ano passado tinha o nome Renault. O russo, que coleciona altos e baixos na carreira, estava até o fim da temporada passada na AlphaTauri, tendo um papel de desenvolvimento na Ferrari dois anos antes, após primeira passagem na Red Bull Toro Rosso.

“Vou tentar trazer a minha experiência dentro e fora da pista para ajudar a desenvolver o A521 e também os carros futuros. Como piloto reserva, você precisa se manter atento e estou ansioso para me integrar à equipe em várias áreas diferentes”, comentou Kvyat.

Daniil Kvyat, AlphaTauri, and Pierre Gasly, AlphaTauri, pose for a group photo

Daniil Kvyat, AlphaTauri, and Pierre Gasly, AlphaTauri, pose for a group photo

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Alpine sem chefe

A reformulação da marca da Alpine-Renault na F1 durante a intertemporada culminou em uma revisão da gestão, com o ex-chefe da equipe Cyril Abiteboul deixando a escuderia francesa.

Como parte da organização chefiada pelo CEO Laurent Rossi (foto), não haverá substituição direta para o dirigente. Em vez disso, as responsabilidades de Abiteboul serão divididas entre o diretor executivo Marcin Budkowski e o novo diretor de corridas, Davide Brivio.

“O Marcin ficará encarregado do desenvolvimento do chassi e do trem de força, então ele coordenará todo o desenvolvimento do carro. Davide será o diretor de corridas", explicou o CEO Laurent Rossi.

Laurent Rossi, Alpine Chief Executive Officer

Laurent Rossi, Alpine Chief Executive Officer

Photo by: Alpine

Carro-bandeira da Haas

A Agência Mundial Antidoping (WADA) está examinando as cores do novo carro da Haas, em meio a questões sobre o não cumprimento da proibição do Tribunal Arbitral do Esporte contra a Rússia.

O modelo VF-21 apresenta as cores vermelho, branco e azul da bandeira russa para remeter ao novo patrocinador máster Uralkali, empresa do pai do piloto Nikita Mazepin.

No entanto, a nova identidade da equipe levantou preocupações sobre o cumprimento de uma decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS), que anunciou em dezembro do ano passado que os atletas russos seriam proibidos de competir em eventos de campeonatos mundiais pelos próximos dois anos.

A proibição estava relacionada ao doping e acobertamentos pelo estado nas Olimpíadas de Inverno de 2014, após investigações da WADA, que havia recomendado uma proibição de quatro anos.

A Haas afirmou que sua pintura não foi projetada para contornar a decisão do CAS, mas, de qualquer maneira, a WADA revelou que está investigando o assunto.

Haas VF-21

Haas VF-21

Photo by: Haas F1 Team

Hackers contra Williams

A Williams revelou a identidade do FW43B. A equipe chega para o primeiro ano sob a gestão da Dorilton Capital, em meio a mudanças na direção, mas mantendo a dupla George Russell e Nicholas Latifi.

A equipe britânica investiu pesado no primeiro lançamento de sua nova era, e buscava trazer uma tecnologia que ainda não havia sido usada nos eventos da categoria: a realidade aumentada. Através de um aplicativo que qualquer pessoa pudesse baixar em seu celular, os fãs poderiam ver os detalhes do carro mais de perto. Mas um ataque de hackers obrigou a Williams a mudar seus planos e o lançamento seguiu a linha mais tradicional, que as outras equipes vem fazendo.

Williams FW43B

Williams FW43B

Photo by: Williams

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

MERCEDES 2021: Veja carro que pode render OCTA e RECORDES a HAMILTON e manter sua HEGEMONIA na F1

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
Análise técnica: Carro da Aston Martin é mais do que ‘Mercedes verde’; entenda

Artigo anterior

Análise técnica: Carro da Aston Martin é mais do que ‘Mercedes verde’; entenda

Próximo artigo

Como Mercedes poderá se beneficiar do limite de orçamento da F1

Como Mercedes poderá se beneficiar do limite de orçamento da F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com