Whitmarsh defende que Sergio Pérez seja mais agressivo

Diretor no da equipe inglesa vê mexicano muito político em disputas com outros pilotos e gostaria de vê-lo no limite

Whitmarsh defende que Sergio Pérez seja mais agressivo
Carregar reprodutor de áudio
Pérez e Whitmarsh conversam em Xangai

Com dois pontos em três corridas, Sergio Pérez tem seu pior início em termos de performance na F-1. Após o GP da China do ano passado, o piloto tinha 22 pontos, e em 2011, após ser desclassificado por uma irregularidade na asa traseira da Sauber na Austrália, teria seis pontos.

Seu novo chefe, Martin Whitmarsh, defendeu que sua velocidade talvez esteja sendo afetada por uma conduta muito política em disputas por posições.

“Acho que eles está sendo político demais neste ano. Acho que ele precisa ser mais duro”, diz Whitmarsh sobre o piloto mexicano de 23 anos.

O piloto perdeu suas chances de pontuar ontem após colocar pneus macios no segundo stint, os desgastando muito e sendo ultrapassado. Seu companheiro Button colocou os compostos no último stint e conseguiu chegar na quinta posição.

Pérez também protagonizou com o finlandês Kimi Räikkönen uma colisão, quando o piloto finlandês tentou passá-lo na curva seis do circuito de Xangai.

“Acho que ele foi resistente”, disse Whitmarsh sobre a manobra. “Vejo as pessoas falarem mais do ele que realmente fez. Ele estava fazendo seu trabalho, estava correndo. Você tem de estar correndo para ver que isso é um peso nos ombros. É certo ser resistente, sem ser sujo.”

compartilhar
comentários
Mesmo com compostos mais duros, Pirelli espera 3 paradas no Bahrein
Artigo anterior

Mesmo com compostos mais duros, Pirelli espera 3 paradas no Bahrein

Próximo artigo

Ferrari continua devendo aos sábados, diz Domenicali

Ferrari continua devendo aos sábados, diz Domenicali