Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
64 dias
20 mai
Próximo evento em
78 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
92 dias
10 jun
Próximo evento em
99 dias
24 jun
Próximo evento em
113 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
120 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
134 dias
29 jul
Próximo evento em
148 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
176 dias
02 set
Próximo evento em
183 dias
09 set
Próximo evento em
190 dias
23 set
Próximo evento em
204 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
211 dias
07 out
Próximo evento em
218 dias
21 out
Próximo evento em
232 dias
28 out
Próximo evento em
239 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
275 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
284 dias

Williams testa asa traseira radical em treino na Espanha

Time de Felipe Massa causa choque no primeiro dia de testes pós-GP da Espanha com asa traseira dupla

compartilhar
comentários
Williams testa asa traseira radical em treino na Espanha
Alex Lynn, Williams FW37 piloto de desenvolvimento
Williams F1 Team, new ring wing
Alex Lynn, Williams Formula 1
Williams F1 Team, new ring wing
Alex Lynn, Williams Formula 1
Alex Lynn, Williams Formula 1

A Williams inovou nesta terça-feira no teste pós-GP em Barcelona, Espanha. A equipe montou uma asa traseira de dois andares no FW35 na primeira saída dos boxes. A nova asa se caracteriza por um plano amplo estendido à frente dos principais elementos, com aletas extras ao lado.

Seguindo a linha da traseira, a Williams foi também equipou a frente de seu carro com dispositivos de fibra de carbono adicionais, a largando-o.

A altura e a forma destes dispositivos – que se estendem para além do que é permitido pelos regulamentos – podem sugerir que a equipe não está testando uma atualização efetiva para este ano.

A nova asa pode ter sido montada no carro para permitir que a equipe obtenha uma melhor compreensão das forças aerodinâmicas e contrapesos, uma vez que continua a tentar melhorar o seu chassi.

O provável aumento na carga aerodinâmica, por exemplo, pode ajudar a Williams a entender melhor as implicações de um maior downforce no carro e nos pneus.

Este trabalho ajudaria com os conceitos de design dos carros de 2016 e 2017, com seus times trabalhando neste momento arduamente na preparação para o próximo ano.

Quem conduziu o teste foi o britânico Alex Lynn.

Estreante, pneu ultramacio é o favorito de times em Mônaco

Artigo anterior

Estreante, pneu ultramacio é o favorito de times em Mônaco

Próximo artigo

Análise técnica: acidente escondeu potencial da Mercedes

Análise técnica: acidente escondeu potencial da Mercedes
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento Teste de maio em Barcelona
Localização Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Alex Lynn
Equipes Williams
Autor Jonathan Noble