F2: Zhou vence corrida 3 no Bahrein; Drugovich é 9º após punição

Brasileiro da UNI-Virtuosi recebeu cinco segundos por infringir o regulamento do safety car virtual

F2: Zhou vence corrida 3 no Bahrein; Drugovich é 9º após punição

Após duas corridas movimentadas no sábado, que terminaram com vitórias dos estreantes Liam Lawson e Oscar Piastri e resultados fora do top 10 para Felipe Drugovich, Guilherme Samaia e Gianluca Petecof, a Fórmula 2 voltou à pista neste domingo para a última prova do final de semana. No final, a vitória ficou com Guanyu Zhou, companheiro de Drugovich, que terminou apenas na 9ª posição, por conta de uma punição e perda de rendimento no final.

O grid de largada do domingo foi definido com o resultado do treino classificatório da sexta, que terminou com a pole de Guanyu Zhou e Christian Lundgaard fechando a primeira fila. Felipe Drugovich ficou logo atrás, em terceiro, enquanto Guilherme Samaia e Gianluca Petecof saíram de 18º e 21º, respectivamente.

Leia também:

Zhou fez uma largada lenta, permitindo que Lundgaard pulasse para a ponta já na primeira curva, perdendo ainda o segundo lugar para o brasileiro poucas curvas depois, que imediatamente já começou a atacar o piloto da ART. Mas o esforço de Drugovich durou pouco, já que os abandonos de Roy Nissany, Lirim Zendelli e Alessio Deledda forçaram a entrada do safety car.

A transmissão mostrou que o incidente entre Nissany e Zendelli começou a partir de um toque de Robert Shwartzman na traseira do piloto israelense. O piloto da Prema é visto como um dos favoritos ao título, mas começa o campeonato com uma série de incidentes. O russo acabou punido com um drive through.

 

Na relargada, Drugovich não perdeu tempo e já partiu pra cima de Lundgaard, e os dois protagonizaram uma bela disputa, com o dinamarquês levando a melhor e abrindo rapidamente mais de um segundo, enquanto atrás Piastri ultrapassava Zhou pelo terceiro lugar e iniciou uma aproximação ao brasileiro.

O piloto da Prema pressionou e conseguiu a ultrapassagem em cima de Drugovich pelo segundo lugar, mas o brasileiro voltou a se aproximar quando Piastri começou a pressionar Lundgaard pela ponta, assumindo a liderança na volta 13 de 32.

Lundgaard abriu a janela de pit stops na volta 14, com Drugovich entrando nos boxes já no giro seguinte, voltando logo atrás do dinamarquês em 12º. Enquanto isso, na metade da prova, Petecof abandonou porque o extintor de incêndio de seu carro estourou dentro do cockpit, acabando com a visibilidade do brasileiro.

Piastri parou já na volta seguinte, a 17ª, e conseguiu se manter à frente de Lundgaard e Drugovich porque o abandono de Petecof forçou o acionamento do safety car virtual e, posteriormente, a entrada do carro de segurança, no momento em que o australiano saía dos boxes, fazendo com que seus rivais direto tivessem que reduzir a velocidade na reta.

 

A entrada do safety car no meio da janela da paradas ainda foi responsável por uma boa mudança nas primeiras colocações. No momento de sua saída, no início da volta 19, Armstrong passou a ser o novo líder, seguido de Piastri, Verschoor, Lundgaard, Drugovich e Zhou nas seis primeiras posições.

Na relargada, Armstrong não conseguiu segurar Piastri, que voltou à liderança, enquanto o brasileiro passou Lundgaard pelo quarto lugar e já iniciou uma disputa com Armstrong, passando a ser terceiro na volta seguinte. Na frente, o piloto da Prema não conseguiu segurar Verschoor, que rapidamente disparou na ponta com o carro da MP.

Mantendo o tom do final de semana, a saída do safety car deu início a uma rodada de punições por infringir o regulamento, entre eles, Drugovich e Lundgaard, que tomaram cinco segundos. Logo na sequência, o brasileiro perdeu uma sequência de posições, para Zhou, Lawson e Ticktum, caindo para sexto.

Nas voltas finais, Drugovich seguiu perdendo rendimento e posições, caindo para oitavo a cinco giros do fim. Já na frente, Verschoor não conseguiu manter a boa vantagem que havia construído, perdeu a ponta para Zhou. Piastri e Ticktum protagonizaram uma forte disputa pelo terceiro lugar, mas um toque do piloto da Carlin fez com que o australiano abandonasse.

 

No final, mesmo com o acionamento do SC virtual, Guanyu Zhou conseguiu segurar a investida de Dan Ticktum na última volta e vence pela primeira vez em 2021. Completaram o pódio Ticktum, que não tomou punição pelo toque com Piastri e Liam Lawson.

Felipe Drugovich terminou em oitavo na pista, mas com a aplicação de sua punição, caiu para nono, enquanto Guilherme Samaia foi apenas o 16º.

Agora, a F2 tira quase dois meses de folga antes de sua próxima etapa, nas ruas do principado de Mônaco em 22 e 23 de maio. Antes disso, a F3 abre sua temporada 2021 nos dias 08 e 09 de maio, acompanhando a F1 no GP da Espanha.

Neste domingo, assim que acabar o GP do Bahrein de F1, tem mais uma edição do Pódio Motorsport.com! Com a participação de Felipe Motta e Rico Penteado, vamos fazer uma análise completa da abertura da temporada 2021, além de comentários sobre F2 e MotoGP. Não perca!

Cla # Piloto Equipe Voltas Tempo Diferença Intervalo
1 3 China Guan Yu Zhou United Kingdom RUSSIAN TIME 32 -    
2 5 United Kingdom Dan Ticktum United Kingdom Carlin 32 0.400 0.400 0.400
3 7 New Zealand Liam Lawson United Kingdom HitechGP 32 2.900 2.900 2.500
4 11 Netherlands Richard Verschoor Netherlands MP Motorsport 32 4.000 4.000 1.100
5 17 New Zealand Marcus Armstrong France DAMS 32 9.700 9.700 5.700
6 6 India Jehan Daruvala United Kingdom Carlin 32 11.900 11.900 2.200
7 1 Russian Federation Robert Shwartzman Italy Prema Powerteam 32 12.100 12.100 0.200
8 10 France Théo Pourchaire France ART Grand Prix 32 18.400 18.400 6.300
9 4 Brazil Felipe Drugovich United Kingdom RUSSIAN TIME 32 19.700 19.700 1.300
10 22 Italy Matteo Nannini HWA Racelab 32 19.800 19.800 0.100
11 14 Germany David Beckmann Czech Republic Charouz Racing System 32 20.900 20.900 1.100
12 9 Denmark Christian Lundgaard France ART Grand Prix 32 21.200 21.200 0.300
13 8 Estonia Jüri Vips United Kingdom HitechGP 32 27.300 27.300 6.100
14 25 Japan Marino Sato Italy Trident 32 28.800 28.800 1.500
15 21 Switzerland Ralph Boschung Spain Campos Racing 32 31.500 31.500 2.700
16 15 Brazil Guilherme Samaia Czech Republic Charouz Racing System 32 40.600 40.600 9.100
17 24 Netherlands Bent Viscaal Italy Trident 32 48.400 48.400 7.800
18 12 Germany Lirim Zendeli Netherlands MP Motorsport 32 1'01.900 1'01.900 13.500
19 2 Australia Oscar Piastri Italy Prema Powerteam 29 3 laps    
  20 Brazil Gianluca Petecof Spain Campos Racing 15 17 laps    
  23 Italy Alessio Deledda HWA Racelab 0 32 laps    
  16 Israel Roy Nissany France DAMS 0 32 laps    

Q4: Verstappen DESTRÓI Mercedes de Hamilton e Bottas na classificação do Bahrein

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

.

compartilhar
comentários
F2: Samaia destaca evolução e briga por pontos no início da temporada
Artigo anterior

F2: Samaia destaca evolução e briga por pontos no início da temporada

Próximo artigo

F2: Drugovich crava melhor tempo de testes em Barcelona

F2: Drugovich crava melhor tempo de testes em Barcelona
Carregar comentários