Pedro Piquet anuncia saída da F2 e faz desabafo contra “soberania financeira” para chegar à F1

Um dos representantes do Brasil na principal categoria de acesso à F1 se queixou sobre custos de se brigar por uma vaga no automobilismo de ponta

Pedro Piquet anuncia saída da F2 e faz desabafo contra “soberania financeira” para chegar à F1

Pedro Piquet anunciou nesta segunda-feira que não voltará à F2 em 2021. O próprio filho do tricampeão mundial Nelson Piquet divulgou a novidade por meio das redes sociais. Na temporada 2020 da principal categoria de acesso à F1, ele terminou na 20ª posição, com três pontos somados.

Na postagem, Pedro criticou duramente a maneira como os pilotos são selecionados para a F1, podendo ter seus planos atropelados por algum concorrente com orçamento maior, deixando o talento em segundo plano.

Leia também:

Piquet também admitiu que até poderia tentar mais dois anos na F2 em um time melhor, mas a “soberania financeira” poderia tirá-lo do caminho da F1. Pedro não definiu ainda em qual categoria correrá na próxima temporada, mas que pensaria nisso sempre fazendo corridas de kart.

 

Veja o texto na íntegra:

Oi, pessoal!

A vocês que tem me acompanhado, quero agradecer pelo apoio durante todos esses anos. Estamos vivendo tempos adversos que exigem novos olhares e reflexões.

Preciso informar a vocês que não estarei correndo na Fórmula 2 em 2021.

Sou apaixonado por esse esporte, mas os últimos 3 anos me fizeram compreender a magnitude dele, outros lados e também o apoio financeiro para chegar até a Fórmula 1.

Como vocês acompanham o esporte, provavelmente viram isso acontecendo nos últimos 2 anos na F2. O campeão em 2019 não teve chance de entrar e o vice entrou com patrocínio próprio. Esse ano o vice campeão não vai, e quem ficou com a vaga foi outro que comprou metade do time.

Quanto vale tanta dedicação e investimento - incluindo risco de vida - para enfrentar a possibilidade de perda da vaga por soberania financeira? Poderia muito bem fazer mais 2 anos de F2 em times um pouco melhores e tentar chegar entre os três primeiros, seria o único jeito de fato de chegar e ficar na F1. Para que alguém chegue e compre sua vaga e todo o seu trabalho e investimento vá por água a baixo. Eu vi isso acontecer de perto com pilotos e não é algo legal para a pessoa.

Talvez isso mude algum dia e o esporte se torne mais acessível, oportunizando a ascensão do talento.

Infelizmente nossa moeda também está desvalorizada em relação ao Euro, o que reduz muito a capacidade de grandes empresas investirem R$ 150 milhões (aprox. 25 milhões euros) para apostar em um brasileiro na F1. Sem falar que a economia está sofrendo em função da pandemia, o que muda a prioridade de investimentos.

Porém, tenho muito a agradecer! O Automobilismo me ensinou muito e me trouxe grandes amigos. Aprendi a trabalhar em equipe desde novo e adquiri consciência de responsabilidade, pois nas corridas cada decisão interfere na sua segurança e de outras pessoas. Além disso, o automobilismo me tornou uma pessoa determinada e disciplinada, com foco, capaz de cumprir compromissos, horários e trabalhar duro para atingir metas. É um esporte que faz crescer e prepara jovens pilotos para uma vida de sucesso sustentável.

Ainda assim, estarei muito presente no automobilismo, principalmente no kart que tanto gosto. Poderei voltar a participar dos campeonatos com mais frequência.

Agora é um momento de reflexão para decidir os próximos passos. Também é tempo para minha família, o que com certeza vai despertar novas possibilidades, novos rumos, e não só no meio automobilístico.

Vamos seguir trocando experiências por aqui.

Muito obrigada mais uma vez!

Apoio brasileiro

Outro piloto brasileiro do grid da F2, Guilherme Samaia, mostrou apoio a Piquet na área de comentários da postagem. Samaia participará dos testes de pós-temporada pela equipe tcheca Charouz, a mesma de Piquet em 2020.

“Aquele nosso papo tem me feito refletir em muita coisa também... do esporte, da vida. É um esporte surreal, que ensina tanto sobre a vida, sobre nós mesmos, o limite, a busca pela perfeição. É uma grandeza por trás de cada resultado né? O quão perfeito tudo tem que acontecer, quanto suor precisa para cruzar a linha com um bom resultado num nível desses... a politicagem... enfim. Coisas difíceis até de desabafar para alguém, que só vivendo para enxergar mesmo o que é..! Enfim Pedrão, eu te desejo o melhor para seu futuro onde estiver, que você curta cada volta que vc der em outra categoria, pq no fim, escolhemos esse esporte pq amamos isso, ne? Bom, força nesse momento, e foi um prazer dividir pista com vc nesse seu trajeto! Com certeza dividiremos outras pistas e momentos lado a lado! Tmj!

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 2020: Hamilton REVELA ‘defeito’ da Mercedes e mostra como a equipe minimizou o problema; entenda

 

compartilhar
comentários
Drugovich confirma ida à equipe UNI-Virtuosi para temporada 2021 da F2
Artigo anterior

Drugovich confirma ida à equipe UNI-Virtuosi para temporada 2021 da F2

Próximo artigo

Ex-piloto de F1 e dono de equipe, Adrian Campos morre aos 60 anos

Ex-piloto de F1 e dono de equipe, Adrian Campos morre aos 60 anos
Carregar comentários