Fórmula E planeja realizar mais 5 ou 6 etapas na temporada atual

A categoria tem o objetivo de fazer cinco ou seis provas na temporada atual e considera eventos com portões fechados

Fórmula E planeja realizar mais 5 ou 6 etapas na temporada atual
Carregar reprodutor de áudio

Antes da paralisação da temporada 2019/20 pelo impacto da Covid-19, a Fórmula E chegou a realizar cinco etapas em quatro locais. Porém, o regulamento da categoria exige a realização de um mínimo de seis corridas para que possa ser qualificado como um campeonato.

No momento, a Fórmula E está com seu campeonato suspenso por dois meses em resposta à pandemia, mas ainda há outros três eventos planejados no calendário, os eP de Berlim (21 de junho), Nova York (11 de julho) e a rodada dupla em Londres (25 e 26 de julho).

Leia também:

Porém, o eP de Berlim está em xeque, após o governo alemão estender a proibição de eventos de grande porte até o final de agosto, deixando a etapa como dúvida para o futuro da temporada.

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com, Alejandro Agag, chefe da categoria, afirmou que a F-E espera realizar não apenas essas etapas programadas, mas também outras duas ou três.

"Para nós, seria ótimo se pudéssemos terminar a temporada com mais corridas", disse. "Esse é o objetivo. Conseguiremos? Não sei".

"No momento, parece provável. Talvez possamos correr em julho, agosto e setembro. Então temos essa janela para organizar corridas. Acho que dá pra fazer cinco ou seis provas na Europa ou em um dos outros locais [Jacarta e Seul]. Esse é o nosso objetivo e acho que é possível de realizar nesse momento".

"Temos um relacionamento muito próximo com todas as cidades. Sempre estamos em contato com elas, e tudo está basicamente adiado por um ano".

Quando perguntado se a F-E iria priorizar remarcar as provas novas da temporada, Jacarta e Seul, que pagaram para receber a prova, Agag acrescentou: "Irmos para Jacarta e Seul, é um pouco mais complicado. Queremos e vamos tentar. Seul seria particularmente importante, porque o número de casos de coronavírus lá caiu bastante".

"Mas a questão é: todos terão a permissão de viajar para lá e voltar sem problemas com quarentena? Dependerá muito da situação no momento e das permissões".

Agag também disse que o modelo de negócio da F-E, que não depende tanto da venda de ingressos, significa que o campeonato também está avaliando a possibilidade de correr com portões fechados.

"A grande vantagem do nosso modelo é que não dependemos da venda de ingressos, então podemos correr sem público", explicou. "Somos flexíveis, podemos ir para lugares sem público e talvez faremos isso. Acho que estamos em uma posição OK".

Relembre todos os campeões da Fórmula E:

2014-2015: Nelson Piquet Jr., China Racing
2014-2015: Nelson Piquet Jr., China Racing
1/10
Depois de anos passando por Nascar, Rallycross e Fórmula 1, o filho mais velho do tricampeão Nelson Piquet 'recarregou' as energias na F-E

Foto de: Renault Sport

2014-2015: Nelson Piquet Jr., China Racing
2014-2015: Nelson Piquet Jr., China Racing
2/10
Nelsinho foi campeão com apenas um ponto de vantagem sobre Buemi e dez sobre Lucas. Foi o primeiro sinal de que a categoria seria sempre muito competitiva.

Foto de: FIA Formula E

2015-2016: Sébastien Buemi, Renault e.Dams
2015-2016: Sébastien Buemi, Renault e.Dams
3/10
Em seguida, Buemi, que foi colocado de lado pelo programa de talentos da Red Bull na F1, mostrou que era um gigante das pistas, vencendo na categoria elétrica e se consolidando ainda com vitórias em Le Mans e no WEC.

Foto de: FIA Formula E

2015-2016: Sébastien Buemi, Renault e.Dams
2015-2016: Sébastien Buemi, Renault e.Dams
4/10
O suíço levou o título após uma intensa disputa com Lucas di Grassi ao longo do campeonato. O campeonato foi vencido por apenas 2 pontos de diferença entre eles.

Foto de: Michelin Sport

2016-2017: Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
2016-2017: Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
5/10
O brasileiro, que foi piloto de desenvolvimento da Fórmula E antes mesmo da competição ser criada, encontrou na categoria o espaço de destaque que não conseguiu na F1. Com as dez vitórias na categoria, já é o segundo maior vencedor da F-E.

Foto de: Malcolm Griffiths / Motorsport Images

2016-2017: Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
2016-2017: Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
6/10
Di Grassi foi o primeiro a vencer com margem de pontos superior a dois pontos, mas os 24 pontos à frente de Buemi significam que a disputa durou até a última corrida do ano.

Foto de: Malcolm Griffiths / Motorsport Images

2017-2018: Jean-Eric Vergne, Techeetah
2017-2018: Jean-Eric Vergne, Techeetah
7/10
Outro esnobado pelo programa de talentos da Red Bull na Fórmula 1, Vergne teve resultados modestos nas três primeiras temporadas da F-E, até fazer uma temporada esmagadora em 2017-2018 e vencer seu primeiro mundial.

Foto de: Andrew Ferraro / Motorsport Images

2017-2018: Jean-Eric Vergne, Techeetah
2017-2018: Jean-Eric Vergne, Techeetah
8/10
O francês chegou à última etapa disputando o título com Sam Bird, mas a atuação no fim de semana, terminou o campeonato com 54 pontos de vantagem para o vice-campeão di Grassi, que superou Bird por um ponto na última prova.

Foto de: Alastair Staley / Motorsport Images

2018-2019: Jean-Eric Vergne, Techeetah
2018-2019: Jean-Eric Vergne, Techeetah
9/10
Vergne foi ainda o primeiro bicampeão da categoria, ao conquistar o segundo título em 2019.

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

2018-2019: Jean-Eric Vergne, Techeetah
2018-2019: Jean-Eric Vergne, Techeetah
10/10
O francês abriu boa vantagem no campeonato e chegou à etapa de Nova Iorque precisando apenas administrar. E foi precisamente o que ele fez. Vergne faturou o bi com 17 pontos de vantagem sobre Buemi.

Foto de: Alastair Staley / Motorsport Images

VÍDEO: Quem são os campeões mais irregulares da história da F1?

PODCAST: Quais pilotos mereciam ganhar títulos da F1 e não levaram?

 

 

compartilhar
comentários
Fórmula E lança campeonato de eSport para pilotos do grid e virtuais
Artigo anterior

Fórmula E lança campeonato de eSport para pilotos do grid e virtuais

Próximo artigo

Fórmula E estende paralisação e adia etapa de Berlim por impacto da Covid-19

Fórmula E estende paralisação e adia etapa de Berlim por impacto da Covid-19