McLaren: introdução do teto orçamentário é "obrigatória" para viabilizar entrada na Fórmula E

Para Zak Brown, a oportunidade é ideal para a marca, mas tudo depende da categoria impor um limite de gastos

McLaren: introdução do teto orçamentário é "obrigatória" para viabilizar entrada na Fórmula E

No mês passado, a McLaren assinou um acordo com a Fórmula E que lhe dá a opção de integrar o grid da categoria a partir de 2022, com a entrada do Gen3, o novo carro. Mas para Zak BrownCEO da McLaren Racing, caso a marca queira realmente entrar na F-E, um item é obrigatório: a introdução do teto orçamentário.

O acordo assinado com a F-E garante à McLaren uma vaga no grid, sendo que duas ficarão vagas ao final da atual temporada, com as saídas de Audi e BMW.

Leia também:

A McLaren fará agora uma avaliação para compreender se é realmente possível entrar na F-E, com Brown afirmando que a competitividade da categoria e a plataforma se encaixam com a viabilidade comercial que o Grupo McLaren busca.

Brown disse ao Motorsport.com que a marca precisa ter certeza que haverá a imposição na restrição de gastos nos próximos anos.

"O teto orçamentário é obrigatório para nós, porque como equipe / montadora, não temos o nível de recursos da BMW, Mercedes ou Porche. Não temos como chegar e pedir mais R$100 milhões".

"Temos total confiança de que podemos correr no campeonato e que essa questão não irá se voltar contra nós. Estou feliz com o que venho ouvindo, os números que repassam, mas esse tópico será abordado antes de batermos o martelo".

"Não podemos é entrar em qualquer campeonato que tenha um orçamento flutuante".

No mês passado, o CEO da F-E, Jamie Reigle, disse ao Motorsport.com que o teto orçamentário está entre suas principais prioridades e que o assunto será discutido com as equipes em abril.

Brown acrescentou que as saídas de Audi ou BWM removem a necessidade de comprar uma equipe existente, algo que seria um impedimento para a entrada da McLaren.

"Quando a oportunidade ideal apareceu, nos movimentamos. Estamos em contato com Alejandro [Agag, fundador da F-E], há algum tempo. Ele sabia do nosso interesse. Um dia ele nos ligou e falou da oportunidade que surgiu".

"Rapidamente garantimos nossa possível vaga. Com sorte, vamos atravessar a Covid neste ano, teremos mais um ano sólido na Fórmula 1, o que talvez nos colocará em uma posição mais confortável".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 na BAND? O que esperar da COBERTURA da categoria na possível VOLTA à emissora:

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
F-E mira temporada 2021 com 15 corridas e com público nas provas

Artigo anterior

F-E mira temporada 2021 com 15 corridas e com público nas provas

Próximo artigo

F-E anuncia introdução de multa para montadoras que saírem do campeonato durante era do Gen3

F-E anuncia introdução de multa para montadoras que saírem do campeonato durante era do Gen3
Carregar comentários