Coluna do Vicente Sfeir: O esporte a motor respira. Por aparelhos

compartilhar
comentários
Coluna do Vicente Sfeir: O esporte a motor respira. Por aparelhos
Por:
, Colunista de mercado do Motorsport.com Brasil
6 de abr de 2020 16:05

Colunista de mercado do Motorsport.com fala da solução encontrada pelo esporte a motor em época de quarentena

Vivemos um período extremamente delicado. Exceto por atividades essenciais, não é exagero afirmar que o mundo parou com a quarentena.

O esporte então, como todas as demais atividades de entretenimento, estacionou. Via de regra, não existe home office esportivo.

Leia também:

Mas o automobilismo mostra que a criatividade humana pode superar qualquer crise. Se as demais modalidades “morreram” no primeiro trimestre de 2020 - vide, por exemplo o inédito adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021- o automobilismo respira.

Por aparelhos.

Mal vieram as notícias de paralisação das corridas ao redor do mundo, e os pilotos começaram a se organizar para disputar provas em automobilismo virtual. Categorias como NASCAR, IMSA, Indycar e até a F1 leram o movimento e encamparam a iniciativa, alçando as provas de simulador a eventos oficiais.

No Brasil, o pioneirismo coube à Porsche Cup, que desde o ano passado já promove seu campeonato oficial de eSports. O movimento é democrático: Turismo Nacional e até o novo campeonato Ultimate Drift já anunciaram suas versões virtuais. Aguardamos a da Stock Car.

Charles Leclerc, Scuderia Ferrari

Charles Leclerc, Scuderia Ferrari

Photo by: Codemasters

Entre os pilotos de F1, palmas para Lando Norris e Max Verstappen. Sua atuação no ambiente virtual proporciona retorno aos patrocinadores mesmo com os motores em silêncio e os autódromos desertos. Os games são ainda uma excelente vitrine para jovens talentos medirem forças contra os nomes consagrados. O chinês Guanyu Zhou venceu o primeiro GP virtual da F1 disputado no Bahrein. Charles Leclerc ganhou ontem (5) de Ferrari a corrida da Austrália, mas quem chamou minha atenção foi seu irmão mais novo, Arthur, disputando o tempo todo no top5 de igual para igual com outros titulares da F1.

Há ainda a possibilidade de um inédito encontro de gerações, como a corrida realizada no sábado passado (4) com nomes como Emerson Fittipaldi, Helio Castroneves, Rubens Barrichello, Tony Kanaan, Juan Pablo Montoya, Dario Franchitti, Jenson Button, Antônio Felix da Costa, Esteban Gutierrez, Gil de Ferran e tantos outros.

O eSport abre uma oportunidade para um novo tipo de pilotos, diferente daqueles que costumamos ver nas pistas reais. Neste período de quarentena pude perceber que a tecnologia e os sistemas de simulações estão muito avançados. É óbvio que não é 100% real, mas chega a um nível de realidade enorme. As pistas são escaneadas em 3D, as pessoas jogam em rede se comunicando o tempo inteiro entre elas e existe uma gama de pilotos gigantesca espalhada pelo mundo. E a tecnologia é usada para aproximar ainda mais o cenário do mundo real.

Race Winner William Byron, Axalta Chevrolet

Race Winner William Byron, Axalta Chevrolet

Photo by: NASCAR Media

Aqui o automobilismo realmente pode se diferenciar. Por conta do volante e do simulador em si e dos softwares, os games de corrida de carro estão muito mais próximos da realidade que os games de outros esportes. Um jogo de tênis, basquete, uma partida de futebol ou mesmo uma corrida de moto em videogame, quase nada têm em comum com os esportes reais.

Toda crise gera inovação. E esta, no campo do esporte a motor, está servindo para as pessoas se conectarem e competirem de carro com a segurança de permanecer em casa e respeitar a quarentena.

É um produto de apelo, tanto que veículos de comunicação globais (como o motorsport.com) cobrem as corridas. As transmissões usam os mesmos narradores que o público conhece da TV, um movimento que alavanca mais ainda a cena dos games. 

A Shell está muito atenta ao cenário dos eSports. Obviamente o gatilho foi a pandemia e a quarentena, mas já havíamos mapeado seu potencial e pensamos sim em nos estabelecer no mundo do automobilismo virtual pela força que a marca tem.

Estimulamos nossos pilotos a participar desse movimento e cabe um elogio ao Gaetano di Mauro. Além disso, estudamos realizar uma seletiva no Brasil para pilotos virtuais representarem a marca nos principais eventos nacionais.

Galeria
Lista

Game Automobilista 2

Game Automobilista 2
1/9

Foto de: YouTube screen grab

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
2/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
3/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
4/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
5/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
6/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
7/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
8/9

Foto de: Divulgacao

Imagens de Automobilista 2

Imagens de Automobilista 2
9/9

Foto de: Divulgacao

Próximo artigo
Confira os 10 melhores filmes de F1 para ajudá-lo durante o período de quarentena

Artigo anterior

Confira os 10 melhores filmes de F1 para ajudá-lo durante o período de quarentena

Próximo artigo

Ferrari passa a ter canal oficial no Motorsport.tv

Ferrari passa a ter canal oficial no Motorsport.tv
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Geral
Autor Vicente Sfeir