Morre André Ribeiro, vencedor da Indy, aos 55 anos após luta contra câncer no intestino

Piloto brasileiro teve passagem pela Europa no início dos anos 1990, mas foi nos Estados Unidos que deixou sua marca no esporte

Morre André Ribeiro, vencedor da Indy, aos 55 anos após luta contra câncer no intestino

O esporte a motor brasileiro amanheceu em luto neste domingo. Morreu no final do último sábado (22), o piloto André Ribeiro, aos 55 anos, devido a um câncer no intestino. Ribeiro, que teve uma passagem pela Europa antes de se consolidar nos Estados Unidios, deixa três filhas.

A carreira do piloto brasileiro começou tardiamente, apenas aos 19 anos, correndo no kart, onde conquistou vice-campeonatos. Na sequência, André foi para a Europa, em busca do sonho da vaga na Fórmula 1.

Nesse período, disputou campeonatos importantes, como as Fórmulas 3, F3 Inglesa e Fórmula Opel, mas foi nos Estados Unidos em que consolidou seu nome no esporte a motor.

Sua primeira categoria foi a Indy Lights, de acesso à Indy. Logo na estreia, em 1994, acumulou quatro vitórias, ficando com o vice-campeonato. Sua performance surpreendeu e, já no ano seguinte, passou para o campeonato principal, correndo pela equipe Tasman.

Em seu ano de estreia, já acumulou uma vitória, a primeira das três que obteve ao longo de quatro anos na categoria, sendo uma delas no Rio de Janeiro, no extinto autódromo de Jacarepaguá.

Em sua última temporada, correu pela Penske, uma das mais tradicionais do grid da Indy. Mas em um ano pouco competitivo da equipe, não obteve resultados expressivos e, no final de 1998, anunciou sua aposentadoria das pistas, com apenas 31 anos.

Nos anos seguintes, teve uma associação com seu ex-chefe Roger Penske, abrindo diversas concessionárias no Brasil de diversas montadoras, além de ser sócio de Pedro Paulo Diniz e empresariado Bia Figueiredo.

Ex-chefe e sócio de Ribeiro, Roger Penske divulgou uma nota lamentando a morte do brasileiro.

"Todos na equipe Penske ficaram tristes ao saber da morte de André Ribeiro. André correu conosco em 1998 e se tornou um líder do mercado automotivo após sua aposentadoria do esporte a motor".

"André foi um campeão dentro e fora das pistas e sempre fará parte da equipe Penske. Nossos pensamentos e orações vão para sua família".

A Honda também se pronunciou sobre a morte do piloto: "A Honda Americana e a Honda Performance Development estendem suas condolências à família, amigos e muitos fãs de André Ribeiro, primeiro vencedor da Indy com a Honda".

A equipe do Motorsport.com presta suas homenagens a André Ribeiro e deseja força à sua família neste momento difícil.

F1 AO VIVO: Assista ao DEBATE sobre tudo da CLASSIFICAÇÃO para o GP de MÔNACO, em Monte Carlo | Q4

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #106 - TELEMETRIA: Rico Penteado decifra o que deve acontecer no GP de Mônaco

 

 

compartilhar
comentários
Indy: Entenda como Castroneves, Fittipaldi e Jones se tornaram estrelas da classificação para as 500 Milhas
Artigo anterior

Indy: Entenda como Castroneves, Fittipaldi e Jones se tornaram estrelas da classificação para as 500 Milhas

Próximo artigo

Indy: Scott Dixon faz volta voadora e conquista pole position das 500 milhas de Indianápolis; Kanaan é 5º; confira o grid

Indy: Scott Dixon faz volta voadora e conquista pole position das 500 milhas de Indianápolis; Kanaan é 5º; confira o grid
Carregar comentários