MotoGP
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
22 dias
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
36 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
50 dias
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
57 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
71 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
78 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
92 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
120 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
127 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
141 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
155 dias
R
GP de Aragón
25 set
-
27 set
Próximo evento em
170 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
190 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
198 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
204 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
219 dias
R
GP da Argentina
20 nov
-
22 nov
Próximo evento em
226 dias
R
GP de Valência
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
233 dias

2º, Dovi resume sensação: “não é bom perder na última curva”

compartilhar
comentários
2º, Dovi resume sensação: “não é bom perder na última curva”
7 de out de 2018 09:06

Italiano lamenta X em último momento, mas enaltece boas evoluções da Ducati desde teste de pré-temporada em fevereiro

Depois de conseguir vencer de Marc Márquez três duelos até a última curva da última volta, nos GPs da Áustria e do Japão do ano passado e do Catar deste ano, Andrea Dovizioso provou do próprio remédio neste domingo (7) na Tailândia.

Ele esteve envolvido em uma luta com Marc Márquez até a última curva da última volta. No entanto, desta vez veio atrás. Ele ainda tentou ataca-lo na última curva, passou, mas tomou o revide do espanhol, que venceu mais uma no ano.

Após a corrida, Dovi não escondeu o desapontamento, apesar de julgar que a Ducati fez um bom trabalho em Buriram.

“Estou feliz”, iniciou.

“Obviamente não é bom perder na última curva, mas estou realmente feliz porque esta pista não era nossa.”

“Em fevereiro, na pré-temporada, nós tivemos um pouco de dificuldade. Viemos aqui, tivemos algumas dificuldades no começo.”

“Fizemos algumas mudanças e acho que demos bons passos, porque nosso consumo foi maior que o de Aragón e batalhamos pela vitória.”

“Então, fizemos um trabalho muito bom e vamos continuar trabalhando para melhorar.”

Próximo artigo
Viñales: “A Yamaha funcionou como era para funcionar aqui”

Artigo anterior

Viñales: “A Yamaha funcionou como era para funcionar aqui”

Próximo artigo

Márquez celebra vingança: “sempre perdia na última volta”

Márquez celebra vingança: “sempre perdia na última volta”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Tailândia