Dono da equipe Forward da MotoGP é preso na Suíça

Giovanni Cuzari coloca dúvidas sobre o futuro da escuderia após ser detido em Lugano por acusações de corrupção

Dono da equipe Forward da MotoGP é preso na Suíça
Loris Baz, Forward Racing Yamaha
Loris Baz, Forward Racing
Stefan Bradl, Forwad Racing Yamaha
Loris Baz, Forward Racing Yamaha
Stefan Bradl, Forward Racing Yamaha

Chefe e fundador da equipe Forward Racing, Giovanni Cuzari foi preso nesta semana por autoridades suíças em Lugano. Ele é acusado de corrupção de um funcionário público para garantir taxas preferenciais de impostos para sua empresa, a Media Action. Cuzari também deverá responder por lavagem de dinheiro através de patrocínios fictícios.

Ele permanecerá preso por enquanto. Uma audição, que deverá acontecer nesta sexta-feira ou neste sábado, irá determinar se ele poderá responder o processo em liberdade. As contas da equipe foram congeladas.

Com isso, há dúvidas sobre a sequência do trabalho da Forward Racing – que neste ano corre com o francês Loris Baz e o alemão Stefan Bradl na MotoGP e o duo italiano Simone Corsi e Lorenzo Baldassarri na Moto2. A próxima corrida desta temporada será disputada em Indianápolis, no dia 9 de agosto.

Os problemas financeiros envolvendo Cuzari não são novos. Piloto do time no ano passado, Aleix Espargaró teve seus salários completamente pagos pela equipe apenas durante o GP da Itália deste ano. O espanhol também tinha um acordo verbal com Cuzari de bônus relacionados a seus resultados – o que nunca foi pago. Cuzari também teria dado calote na fabricante de chassis FTR no início do ano passado.

No campeonato de pilotos Baz é 16º com 14 pontos, e Bradl o 19º com nove.

compartilhar
comentários
Rossi destaca importância de “batalha psicológica” contra Lorenzo
Artigo anterior

Rossi destaca importância de “batalha psicológica” contra Lorenzo

Próximo artigo

Após avanços em Misano, dupla da Suzuki está confiante

Após avanços em Misano, dupla da Suzuki está confiante
Carregar comentários