Galeria: os capacetes de Valentino Rossi no GP da Itália

O GP da Itália é uma das corridas do calendário da MotoGP eleitas por Valentino Rossi para apresentar capacetes personalizados; veja galeria com alguns desenhos marcantes

Galeria: os capacetes de Valentino Rossi no GP da Itália
Carregar reprodutor de áudio

As etapas do calendário da MotoGP na Itália sempre são especiais para Valentino Rossi, por motivos mais do que óbvios: o piloto da Yamaha corre 'em casa' e tem, mais do que nunca, apoio maciço dos fãs. Para marcar ainda mais estas provas, o italiano faz questão de apresentar capacetes especiais para as provas em Mugello e em Misano - este, classificado como GP de San Marino

Mas o assunto aqui é a prova em Mugello - GP da Itália - e o Motorsport.com Brasil selecionou capacetes marcantes de Rossi nas provas no circuito localizado ao sul de Bolonha.

Confira a galeria:

2004 - O capacete de Rossi para aquele ano tinha uma pintura imitando madeira e uma medalha com o número quatro em romano. Uma tradição na Itália diz que quando um atleta chega em quarto em competições, recebe a 'medalha de madeira'.
2004 - O capacete de Rossi para aquele ano tinha uma pintura imitando madeira e uma medalha com o número quatro em romano. Uma tradição na Itália diz que quando um atleta chega em quarto em competições, recebe a 'medalha de madeira'.
1/11

Foto de: Yamaha MotoGP

2007 - Após terminar 2006 em baixa, Rossi foi muito criticado pela imprensa. Esta pintura, com um coração no topo, foi um agradecimento aos fãs e uma resposta aos jornalistas. Ao vencer a prova, Rossi arremessou o capacete para o público.
2007 - Após terminar 2006 em baixa, Rossi foi muito criticado pela imprensa. Esta pintura, com um coração no topo, foi um agradecimento aos fãs e uma resposta aos jornalistas. Ao vencer a prova, Rossi arremessou o capacete para o público.
2/11

Foto de: Yamaha Motor Racing

2008 - No topo do capacete, Rossi colocou uma foto dele mesmo - que, segundo o italiano, reflete como ele se sentia ao chegar na freada do final da reta dos boxes de Mugello - trecho em que os pilotos chegam em velocidades acima dos 320 km/h.
2008 - No topo do capacete, Rossi colocou uma foto dele mesmo - que, segundo o italiano, reflete como ele se sentia ao chegar na freada do final da reta dos boxes de Mugello - trecho em que os pilotos chegam em velocidades acima dos 320 km/h.
3/11

Foto de: Yamaha Motor Racing

2009 - Após terminar em último em Le Mans, Rossi decidiu 'colocar a cabeça no lugar' em Mugello - o desenho das mãos no capacete, "segurando" a cabeça, deu relativamente certo, com o italiano terminando a prova em terceiro.
2009 - Após terminar em último em Le Mans, Rossi decidiu 'colocar a cabeça no lugar' em Mugello - o desenho das mãos no capacete, "segurando" a cabeça, deu relativamente certo, com o italiano terminando a prova em terceiro.
4/11

Foto de: Bridgestone Corporation

2010 - O modelo com um coringa no topo foi certamente o menos visto em Mugello, já que Rossi fraturou a perna no segundo treino livre e perdeu quatro provas naquela temporada.
2010 - O modelo com um coringa no topo foi certamente o menos visto em Mugello, já que Rossi fraturou a perna no segundo treino livre e perdeu quatro provas naquela temporada.
5/11

Foto de: Yamaha MotoGP

2011 - O olho enorme no topo do capacete era um recado de Rossi a ele mesmo - para ficar atento e não sofrer outro acidente grave, como em 2010. "É preciso prestar atenção, ou Mugello pode machucar você", disse o italiano.
2011 - O olho enorme no topo do capacete era um recado de Rossi a ele mesmo - para ficar atento e não sofrer outro acidente grave, como em 2010. "É preciso prestar atenção, ou Mugello pode machucar você", disse o italiano.
6/11

Foto de: Ducati Corse

2012 - Para a edição daquele ano, Rossi homenageou o cantor italiano Gianni Morandi, artista consagrado no país. Além da foto do cantor, havia a frase "Restiamo Uniti" ("Sigamos unidos", em português), frase adotada pelo cantor posteriormente.
2012 - Para a edição daquele ano, Rossi homenageou o cantor italiano Gianni Morandi, artista consagrado no país. Além da foto do cantor, havia a frase "Restiamo Uniti" ("Sigamos unidos", em português), frase adotada pelo cantor posteriormente.
7/11

Foto de: Ducati Corse

2013 - Sofrendo para acompanhar o ritmo de Lorenzo, Márquez e Pedrosa, Rossi colocou uma tartaruga no capacete. O desenho também fazia referência ao primeiro mascote do italiano no início da carreira - uma tartaruga era atrelada ao número 46.
2013 - Sofrendo para acompanhar o ritmo de Lorenzo, Márquez e Pedrosa, Rossi colocou uma tartaruga no capacete. O desenho também fazia referência ao primeiro mascote do italiano no início da carreira - uma tartaruga era atrelada ao número 46.
8/11

Foto de: Ducati Corse

2014 - Há três anos, Rossi resolveu brincar com uma marca de macarrão conhecida na Itália, colocando o próprio nome nela. "Di Vale" era o macarrão falso de Rossi, com um desenho 'macarrônico'.
2014 - Há três anos, Rossi resolveu brincar com uma marca de macarrão conhecida na Itália, colocando o próprio nome nela. "Di Vale" era o macarrão falso de Rossi, com um desenho 'macarrônico'.
9/11

Foto de: Luca Stella/FotoMorAle

2015 - Há duas temporadas, Rossi criou um desenho "ecológico": cromado e com painéis solares nas laterais para 'captar a energia' do público. Na corrida, o nível máximo era representado pela cor amarela, uma das marcas registradas do italiano.
2015 - Há duas temporadas, Rossi criou um desenho "ecológico": cromado e com painéis solares nas laterais para 'captar a energia' do público. Na corrida, o nível máximo era representado pela cor amarela, uma das marcas registradas do italiano.
10/11

Foto de: Yamaha MotoGP

2016 - No ano passado, Rossi apareceu com um capacete homenageando Mugello. Na parte superior, o traçado do circuito e o escrito "Mugiallo" - uma fusão entre o nome da pista e a cor favorita de Rossi, que é a amarela ('giallo', em italiano).
2016 - No ano passado, Rossi apareceu com um capacete homenageando Mugello. Na parte superior, o traçado do circuito e o escrito "Mugiallo" - uma fusão entre o nome da pista e a cor favorita de Rossi, que é a amarela ('giallo', em italiano).
11/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

compartilhar
Dovizioso insiste em limitar TL3 para definir quem vai ao Q2
Artigo anterior

Dovizioso insiste em limitar TL3 para definir quem vai ao Q2

Próximo artigo

Lorenzo: Ducati ainda tem “um ou dois grandes pontos fracos”

Lorenzo: Ducati ainda tem “um ou dois grandes pontos fracos”