MotoGP
15 out
Evento encerrado
18 out
Evento encerrado
25 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
08 nov
Evento encerrado
22 nov
Evento encerrado

MotoGP: Avintia refuta rumores de venda para equipe de Rossi em 2021

compartilhar
comentários
MotoGP: Avintia refuta rumores de venda para equipe de Rossi em 2021
Por:

Proprietário da equipe também afirmou que a Avintia não irá renovar com a Dorna em 2022

O proprietário da Avintia, Raul Romero, negou as especulações de que a equipe VR46 de Valentino Rossi vai comprar seus lugares no grid da MotoGP para 2021. Especulações acontecem há algum tempo que o atual líder da Moto2 e meio-irmão de Rossi, Luca Marini, irá subir para a MotoGP no próximo ano, assumindo o lugar de Tito Rabat na equipe satélite da Ducati, apesar do espanhol ter um contrato em vigor para 2021.

Durante o final de semana do GP da França, relatos na imprensa italiana afirmaram que a VR46 pretendia assumir os dois lugares no grid da Avintia no próximo ano, com o gerente da equipe Ruben Xaus confirmando que o equipe estava à venda.

Leia também:

“Mudamos muitas coisas, a equipe subiu até certo ponto e vimos que é difícil renovar esses lugares, não temos um orçamento muito grande, era hora de nos separar, dar as chaves para outra pessoa”, disse Xaus ao feed mundial da Dorna no sábado.

“O próprio Raul viu isso, ele tem 50 anos e dois filhos em Andorra e está levando uma vida boa lá fazendo muitas coisas. Ele apresentou a situação aos organizadores e a alguns investidores e parece que a aproximação de outra pessoa com a equipe está aí e a possibilidade está sobre a mesa”.

O contrato atual da Avintia com os promotores da MotoGP, a Dorna Sports, expira no final do próximo ano, assim como o resto dos contratos das equipes independentes.

Romero disse ao Motorsport.com que vai continuar com o projeto da Avintia em 2021, mas confirma que “não vai renovar com a Dorna” em 2022.

Quanto à possibilidade de Marini substituir Rabat, Romero diz que Rossi - como Rabat atualmente - terá que pagar pela moto ou garantir patrocínio para Marini poder andar pela Avintia.

“Quem quiser subir na moto, pague [por ela] ou traga um patrocinador”, disse Romero ao Motorsport.com. “Se Rossi quer colocar seu irmão [nisso] em 2021, deixe-o pagar”.

“O mesmo que quando Tito veio, ou o mesmo que [Karel] Abraham ou [Xavier] Simeon veio em seus dias. Para que seu irmão corra, ele não precisa comprar os assentos, só precisa pagar a moto. Em 2021, vou continuar com a equipe, outra coisa é que em 2022 não vamos renovar com a Dorna”.

Há muito tempo se fala que a equipe VR46 de Rossi terá duas vagas no grid da Dorna em 2022, o que significa que a aquisição de outra equipe em 2021 não faria muito sentido financeiro.

O aspirante ao título da Moto2, Enea Bastianini, vai juntar-se à Avintia no próximo ano no lugar de Johann Zarco, que vai para a Pramac, embora o seu negócio - que ainda não foi oficializado - seja diretamente com a Ducati e não com a Avintia.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Q4: A análise da classificação da F1 em Nurburgring, com a volta de Hulk e os destaques na Alemanha

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

MotoGP: Quartararo é pole para o GP da França em Le Mans; Mir sai em 14º

Artigo anterior

MotoGP: Quartararo é pole para o GP da França em Le Mans; Mir sai em 14º

Próximo artigo

Quartararo: classificação ruim de Mir não ditará estratégia em Le Mans

Quartararo: classificação ruim de Mir não ditará estratégia em Le Mans
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Equipes Reale Avintia Racing
Autor German Garcia Casanovs