MotoGP: Gresini Racing é a primeira equipe a apresentar motos de 2022

Equipe vem recheada de novidades para a próxima temporada, incluindo apoio da Ducati

MotoGP: Gresini Racing é a primeira equipe a apresentar motos de 2022
Carregar reprodutor de áudio

A Gresini Racing tornou-se a primeira equipe da MotoGP em 2022 a apresentar suas novas motocicletas ao iniciar sua parceria com a Ducati.

A veterana equipe italiana, que corre na categoria rainha em tempo integral desde 2002 – tendo feito sua estreia em 1998 – volta a correr como uma equipe verdadeiramente independente em 2022, após um período de sete anos como time de fábrica da Aprilia.

Leia também:

A equipe foi abalada em fevereiro do ano passado, quando o fundador e chefe da equipe Fausto Gresini faleceu em decorrência da Covid-19.

Embora a equipe tenha admitido no final do ano que inicialmente não tinha certeza de que sobreviveria a essa perda, a Gresini Racing continuou com seus planos para 2022, quando a esposa do falecido Gresini, Nadia Padovani, assumiu o comando.

Assinando um contrato de dois anos com a Ducati, Gresini terá Enea Bastianini – que vem da Avintia – e Fabio Di Giannantonio, vindo da Moto2.

Na apresentação na manhã de sábado, a Gresini desembrulhou o seu novo esquema de cores - desenhado por Aldo Drudi.

Enea Bastianini, Fabio Di Giannantonio, Gresini Racing

Enea Bastianini, Fabio Di Giannantonio, Gresini Racing

Photo by: Gresini Racing

“Finalmente estamos apresentando um projeto em que acreditamos fortemente e no qual trabalhamos sem parar durante o ano passado”, disse Padovani.

“Estamos muito motivados e acabamos sendo a primeira equipe da MotoGP a se apresentar; além disso, acredito que nossas motos são lindas – e espero que todos gostem delas também.

“Gostaria de pensar que Fausto está olhando para nós de cima e que está orgulhoso de sua família.

“Devo dizer que vi tanto Diggia quanto Enea em ótima forma e ansiosos para começar: nosso objetivo é estar entre os protagonistas e aparecer no parque fechado às vezes.”

Bike of Enea Bastianini, Gresini Racing

Bike of Enea Bastianini, Gresini Racing

Photo by: Gresini Racing

Devido ao seu projeto de MotoGP para 2022, a Gresini reduziu a sua presença nas outras classes ao terminar o seu programa de Moto3.

A Gresini será uma das quatro equipes a ter máquinas Ducati em 2022, juntamente com a equipa de fábrica da marca, Pramac Racing e a VR46 de Valentino Rossi – que assumiu as vagas da Avintia.

O gerente geral da Ducati, Gigi Dall’Igna, confirmou durante o lançamento da equipe que a Gresini terá “apoio total” da Ducati Corse em 2022.

Gresini Racing bike

Gresini Racing bike

Photo by: Gresini Racing

DEBATE: Você demitiria Michael Masi?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Márquez diz que encerrar carreira "não estava descartado" após lesão no olho e comemora recuperação
Artigo anterior

MotoGP: Márquez diz que encerrar carreira "não estava descartado" após lesão no olho e comemora recuperação

Próximo artigo

MotoGP: Márquez volta à pista em Portimão e intensifica preparação para retorno

MotoGP: Márquez volta à pista em Portimão e intensifica preparação para retorno
Carregar comentários