MotoGP
15 out
Evento encerrado
16 out
Evento encerrado
23 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
06 nov
Evento encerrado
20 nov
Evento encerrado

MotoGP: Quartararo diz que ritmo de corrida não é bom para brigar pela vitória

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo diz que ritmo de corrida não é bom para brigar pela vitória
Por:

Francês larga da sexta posição no GP de Teruel, sua pior classificação desde a corrida da Estíria

A classificação de Fabio Quartararo para o GP de Teruel da MotoGP não foi das melhores, mas teve pontos positivos. O francês da Petronas/Yamaha larga da sexta posição, à frente de dois rivais pelo campeonato, Joan Mir (12º) e Andrea Dovizioso (17º), e próximo a outro concorrente, Maverick Viñales, que sai da quarta colocação. Apesar disso, o piloto se mostrou preocupado com a corrida e disse “não ter ritmo de verdade” para disputar a vitória.

A corrida do próximo domingo (25) é a primeira desde o GP da Estíria que Quartararo não larga da primeira fila. O francês atribuiu isso a mudanças em sua moto que não funcionam bem em classificação quanto em uma corrida longa. Apesar do seu ritmo estar mais forte do que no GP de Aragón, onde terminou em 18º, o piloto disse que não é o suficiente para lutar pelo pódio.

Leia também:

“O meu ritmo de corrida está melhor do que na semana passada, que em 15 voltas com o pneu fiz um tempo de 01:49 pra cima (mais próximo de 01:50) e neste fim de semana, com 16 voltas, fiz 01:49.1,” explicou.

“Todo mundo melhorou. Acho que estamos perdendo dois ou três décimos no ritmo para estarmos em uma boa posição amanhã.”

“Algumas curvas estão muito ruins, precisamos encontrar algo. O que não é fácil, porque estamos tentando melhorar este setor há uma semana, mas não estamos realmente conseguindo. O problema de pressão frontal (que o deixou em 18º na corrida no último domingo) parece que está resolvido, então estou muito feliz com isso.”

Questionado sobre quais curvas ele teve mais dificuldade, Quartararo explicou que sua Yamaha não estava bem na 10 e 16/17 - tipos de curva onde normalmente se destaca - e sente que está "perdendo três décimos" lá.

O líder do campeonato, Joan Mir, larga apenas na 12ª colocação. O piloto da Suzuki não conseguiu abrir mais uma volta rápida perto do fim da sessão por ter diminuído o ritmo devido à bandeira amarela causada pela queda de Johann Zarco na curva 16.

“No último setor vi a bandeira amarela, então diminuí um pouco para poupar os pneus, porque pensei que teria mais uma volta”, explicou Mir. “Cometemos um erro, mas o importante é amanhã. Se a temperatura estiver igual a de hoje, usar o pneu médio pode ser uma vantagem”, completou.

O GP de Teruel da MotoGP começa às 09h, no horário de Brasília.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Q4: Assista ao debate sobre o treino classificatório para o GP de Portugal de F1, com Lucas Foresti.

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

MotoGP: Nakagami voa e conquista pole para GP de Teruel

Artigo anterior

MotoGP: Nakagami voa e conquista pole para GP de Teruel

Próximo artigo

MotoGP: Dovizioso lamenta falta de velocidade e não mira campeonato: “Não está nas minhas mãos”

MotoGP: Dovizioso lamenta falta de velocidade e não mira campeonato: “Não está nas minhas mãos”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Redação Motorsport.com