MotoGP
R
GP do Catar
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
12 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
26 dias
R
GP das Américas
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
40 dias
R
GP da Argentina
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
54 dias
R
GP da Espanha
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
68 dias
R
GP da França
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
82 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
96 dias
R
GP da Catalunha
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
103 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
124 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
138 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
166 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
173 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
187 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
201 dias
R
GP de Aragón
01 out
-
04 out
Próximo evento em
222 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
236 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
244 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
250 dias
R
GP de Valência
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
264 dias

Potencial do chassi da Yamaha "dá medo", diz Dovizioso

compartilhar
comentários
Potencial do chassi da Yamaha "dá medo", diz Dovizioso
Por:
Traduzido por: Daniel Betting
1 de nov de 2018 12:44

GP da Austrália mostrou que o potencial da moto da Yamaha é "aterrorizante" em curvas rápidas, de acordo com o piloto da Ducati, Andrea Dovizioso

A Yamaha enfrentou uma temporada muito negativa em 2018, mas Maverick Viñales conseguiu acabar com a sequência de 25 corridas sem vitórias terminando em primeiro em Phillip Island.

Andrea Dovizioso terminou em terceiro atrás de Andrea Iannone, ganhando terreno na luta pelo vice com Valentino Rossi, que foi apenas sexto.

Perguntado sobre a vitória de Viñales, Dovizioso minimizou a ameaça de um ressurgimento da Yamaha, mas observou que a força da M1 ainda são as curvas rápidas, embora esteja debilitada pela fraqueza do seu motor e pacote eletrônico.

Leia também:

"Não vejo a Yamaha em tão boa forma, e isto é demonstrado pelo ritmo lento de Valentino (na parte final)", afirmou Dovizioso. "A mesma coisa aconteceu com Maverick, mas menos severo."

"Quando vi o Rossi no início da corrida, pensei que ele estava em apuros, porque se estivesse ali, estou convencido de que ele poderia ter ultrapassado mais pilotos."

"A corrida simplesmente confirmou que o nível do chassi da Yamaha é assustador e em curvas rápidas pode ser muito rápido, mas em outros aspectos em que não é."

"Eu acho que, no entanto, é um resultado importante, que vai ter um impacto, especialmente em Maverick. Precisava desse resultado."

Dovizioso acrescentou que não dá encerrada a disputa pelo segundo lugar do campeonato e ainda vê Rossi como uma ameaça, apesar do fato de a corrida de Sepang do próximo fim de semana ser tradicionalmente um circuito favorável para a Ducati.

"Eu me distanciei um pouco, mas um erro pode mudar tudo", disse. "Talvez eu possa ganhar a corrida na Malásia, mas se eu cair, então ele poderá me superar no campeonato."

"Temos que manter o foco, também porque Sepang é uma boa pista para ele. Acho que (Phillip Island) foi a melhor oportunidade para ele, então foi positivo ter conseguido terminar na frente."

"Mas não quero dizer que ele está condenado. O importante é ter um bom resultado na Malásia."

Informações adicionais de Oriol Puigdemont

Andrea Dovizioso, Ducati Team

Andrea Dovizioso, Ducati Team

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
Crutchlow passa por nova cirurgia após acidente na Austrália

Artigo anterior

Crutchlow passa por nova cirurgia após acidente na Austrália

Próximo artigo

Moto de Rins pega fogo após vazamento durante abastecimento

Moto de Rins pega fogo após vazamento durante abastecimento
Carregar comentários