Rins nega incômodo com perda de benefícios a Suzuki

Alex Rins insiste que não ficou incomodado pelo fato de a Suzuki perder suas concessões técnicas para a temporada de 2019 da MotoGP após o pódio de Andrea Iannone em Aragón.

Rins nega incômodo com perda de benefícios a Suzuki

Depois de uma temporada apagada em 2017, sem nenhuma prova no top 3, a Suzuki entrou em 2018 podendo desenvolver seu motor livremente e conduzir testes de forma ilimitada.

Contudo, uma sequência de três pódios para Iannone no começo do ano, além de uma segunda posição de Rins em Assen, em junho, colocaram a fabricante japonesa perto de perder estes benefícios.

Isso enfim foi confirmado em Aragón, onde Iannone e Rins ficaram em terceiro e quarto.

“Não estou feliz e não estou preocupado. É normal”, disse Rins, sobre a entrada em 2019 sem tais benefícios. “Temos a pré-temporada para preparar o motor e a moto.”

A Suzuki admitiu que a temporada de 2017 foi estragada pelo fato de Iannone ter tido a escolha errada de motor durante os testes, sendo que não foi possível corrigir isso devido ao regulamento que afeta todas as fabricantes.

Mas Rins estava lesionado no momento em que Iannone fez a escolha de motor, e existe a confiança de que o erro não se repetirá na próxima temporada.

“Se eu, em 2017, tivesse tomado a decisão de usar aquele motor, eu estaria preocupado. Mas eu estava lesionado e não testei.”

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

compartilhar
comentários
Lorenzo: Ducati preferiu ter Dovi e um piloto mais barato

Artigo anterior

Lorenzo: Ducati preferiu ter Dovi e um piloto mais barato

Próximo artigo

Para Smith, KTM pode mirar no top-8 ainda em 2018

Para Smith, KTM pode mirar no top-8 ainda em 2018
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Andrea Iannone , Alex Rins
Equipes Team Suzuki Ecstar MotoGP
Autor Mark Bremer