Rossi diz que o circuito do México é muito perigoso

Piloto da Yamaha questionou a provável decisão da MotoGP de adicionar o traçado asteca ao calendário, o que aumentaria para 20 as etapas da categoria

Rossi diz que o circuito do México é muito perigoso

Na última sexta-feira, a Comissão de Segurança da MotoGP discutiu com os pilotos a possibilidade de o México se tornar parte do calendário de 2019 da categoria. A maioria dos competidores demonstrou vontade de correr no Autódromo Hermanos Rodriguez, que já é a casa do GP do México da Fórmula 1.

O circuito da capital mexicana é preparado para receber corridas de carros, por isso tem muitas áreas de escape de asfalto e os muros estão muito perto em vários pontos da pista, o que precisaria ser mudado, se a MotoGP quiser correr lá.

Valentino Rossi se posicionou quando lhe perguntaram sua opinião sobre a corrida no México, mostrando seu descontentamento por disputar tantas corridas e correr no traçado asteca por motivos de segurança.

Leia também:

"Estou desesperado, primeiro por chegar a 20 corridas, o que significa que não terei vida. Além disso, o principal problema é que é uma pista muito ruim. Eu não gosto. É também perigosa. Eles teriam que modificar algumas partes, mas é muito difícil fazê-lo. Para mim, uma corrida lá no próximo ano não é uma boa ideia."

O Autódromo Hermanos Rodriguez já recebeu a visita de uma delegação da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) no início da temporada passada, após a qual concluiu-se que o principal problema era que a pista estava em um ambiente urbano e no interior de um parque normalmente aberto ao público, por isso as modificações devem ser aprovadas pelo governo da Cidade do México.

compartilhar
comentários
Companheiros da Ducati brigam e incendeiam MotoGP
Artigo anterior

Companheiros da Ducati brigam e incendeiam MotoGP

Próximo artigo

Pilotos acusam Bradl por acidente na primeira volta em Brno

Pilotos acusam Bradl por acidente na primeira volta em Brno
Carregar comentários