MotoGP
R
GP do Catar
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
14 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
28 dias
R
GP das Américas
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
42 dias
R
GP da Argentina
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
56 dias
R
GP da Espanha
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
70 dias
R
GP da França
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
84 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
98 dias
R
GP da Catalunha
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
105 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
119 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
126 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
140 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
168 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
175 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
189 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
203 dias
R
GP de Aragón
01 out
-
04 out
Próximo evento em
224 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
238 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
246 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
252 dias
R
GP de Valência
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
266 dias

Rossi: garoa de classificação exigiu “grandes bolas”

compartilhar
comentários
Rossi: garoa de classificação exigiu “grandes bolas”
Por:
27 de out de 2018 13:30

A garoa que caiu durante a classificação da MotoGP na Austrália fez com que a competitividade da volta dependesse de “grandes bolas”, afirmou Valentino Rossi.

A água ameaçou cair logo no começo do Q2, o que deixou os pilotos em dúvida quanto aos pneus a serem utilizados e o nível de aderência.

Por mais que a chuva em si nunca tenha caído, houve garoas constantes que dificultaram ainda mais para os pilotos em saber se a pista estava totalmente seca no setor intermediário de Phillip Island.

Rossi, que terminou em sétimo, admitiu que teve dificuldades com a condição, citando a bravura dos pilotos como um fator chave.

“Choveu um pouco. Não dava para saber o quanto, e ainda assim tínhamos de sair de slicks e acelerar 100%”, comentou.

“Não foi fácil. Não é a minha melhor condição, normalmente.”

“Foi um grande risco. Você precisa ser muito, muito corajoso, ir rápido. Aqui em Phillip Island, nunca sabemos o quanto está chovendo. Você precisa entrar [na curva] de slicks e não sabe se está seco ou molhado.”

“Você precisa ser muito corajoso, ter grandes bolas.”

Andrea Dovizioso indicou que o acidente forte de Cal Crutchlow na sexta-feira, que tirou o piloto inglês de ação, acrescentou ainda mais para o jogo psicológico na classificação.

“Era muito fácil cometer um erro”, disse o piloto da Ducati, nono colocado. “Havia uma chuva leve em todas as curvas, mas o asfalto estava seco. Mas não dava para saber se na curva seguinte estaria seco o suficiente.”

“Infelizmente, como vocês podem ver, muitos pilotos se machucam [em Phillip Island]. Essa é uma pista em que, se você cai, é mais fácil de se machucar, porque você está indo muito rápido.”

“Foi difícil não pensar nisso durante a classificação.”

Próximo artigo
Após cirurgia, Crutchlow pode não retornar em 2018

Artigo anterior

Após cirurgia, Crutchlow pode não retornar em 2018

Próximo artigo

Viñales bota fim a jejum da Yamaha; Márquez é acertado por Zarco

Viñales bota fim a jejum da Yamaha; Márquez é acertado por Zarco
Carregar comentários