Rossi já pensa em deixar MotoGP apenas depois dos 40

Com mais dois anos de contrato com a Yamaha, piloto italiano diz que quer continuar competindo até 2020

Rossi já pensa em deixar MotoGP apenas depois dos 40
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing with Silvano Galbusera and Luca Cadalora
Silvano Galbusera, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Após uma entrevista do chefe de mecânicos de Valentino Rossi, Silvano Galbusera, dizendo que não acredita que o piloto nove vezes campeão mundial de motociclismo se aposente ao fim de 2018 (quando termina seu contrato vigente com a Yamaha), o piloto da moto 46 confirmou que pretende prosseguir na categoria enquanto puder.

Galbusera disse ao site italiano GPOne que vai ser uma "pena para todos" quando Rossi finalmente se aposentar.

"Eu acho que (nas próximas temporadas) ele continuará a estar no mesmo nível, e depois vamos ver se ele vai parar ou não. Eu acho que não é certeza."

Quando os comentários de Galbusera foram transmitidos a Rossi, o italiano disse: "eu concordo totalmente com ele.”

“Já estou ficando paranoico pensando que tenho que parar no final de 2018.”

"Eu realmente gostaria de ter esse tipo de projeto a longo prazo: este ano, o próximo ano e o ano seguinte.”

"Então eu vou ter que pensar cuidadosamente sobre isso e decidir o que fazer. Vai depender muito dos resultados.”

"É um pouco embaraçoso pensar em se manter correndo com 40 anos, mas vou ter que pensar sobre isso."

Colaboração Matteo Nugnes

compartilhar
comentários
Marquez vê chance de título no Japão "como ganhar na loteria"
Artigo anterior

Marquez vê chance de título no Japão "como ganhar na loteria"

Próximo artigo

Randy Mamola: Valentino Rossi precisa rever seus modos

Randy Mamola: Valentino Rossi precisa rever seus modos