SRT confirma saída da MotoGP no fim de 2021; nova equipe será anunciada em Misano

Atual gerência formará nova equipe a partir da estrutura da SRT e seguirá como satélite da Yamaha em 2022

SRT confirma saída da MotoGP no fim de 2021; nova equipe será anunciada em Misano

Sepang Racing Team, equipe satélite da Yamaha e atual casa de Valentino Rossi e Franco Morbidelli, confirmou a saída da MotoGP no final de 2021 e anunciou que a atual gerência formará uma nova entidade para a temporada de 2022, com detalhes sendo anunciados no final de semana do GP de San Marino, em Misano.

A SRT se juntou ao Mundial em 2015 pela Moto3, expandindo o programa para a Moto2 em 2018 antes de chegar à MotoGP em 2019, como satélite da Yamaha.

Leia também:

Correndo com apoio da fábrica para Franco Morbidelli em 2019, Fabio Quartararo em 2020 e Valentino Rossi em 2021, a SRT forjou ligações próximas com a Yamaha. Em seu breve período na MotoGP, a equipe venceu seis provas e conquistou o vice-campeonato de pilotos com Morbidelli em 2020.

Durante o GP da Áustria, a patrocinadora máster Petronas anunciou que sairia no final do ano, com o Motorsport.com anunciando que as equipes na Moto2 e Moto3 seriam cortadas.

Agora, a SRT anunciou a saída das três classes em 2022, com uma nova entidade, comandada pelo chefe Razlan Razali e o diretor Johan Stigefelt sendo anunciada na primeira passagem da MotoGP por Misano neste ano, no meio de setembro.

Em comunicado, Razali disse: "Vivenciamos uma jornada inesquecível ao longo dos anos. De um começo pequeno, tivemos um grande passo em 2018 quando garantimos a vaga na MotoGP, construindo a equipe do zero".

"Em 2019, garantimos uma vaga na primeira fila com apenas quatro corridas de existência. Na sétima, estávamos no pódio. Em 2020, conquistamos a primeira vitória de uma satélite da Yamaha em mais de 20 anos e ficamos com o vice-campeonato de pilotos".

Valentino Rossi, Petronas Yamaha SRT

Valentino Rossi, Petronas Yamaha SRT

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

"Em 2021, corremos com o maior de todos os tempos, Valentino Rossi. É uma história incrível. A equipe correrá sua prova final em Valência e agradecemos todos nossos membros, pilotos, fãs e parceiros pelo apoio".

"Em particular, agradecemos a Petronas, que tornou tudo isso possível. Juntos, levamos a marca da Petronas e o conhecimento malaio à frente do grid, trazendo exposição e cobertura sem precedentes, superando todas as nossas expectativas".

Chama a atenção o fato de que o atual gerente da SRT, Wilco Zeelenberg, não teve seu nome ligado à nova equipe que surgirá para 2022. Segundo apurado, a nova marca saída da SRT terá apoio da WithU, que aumentará seu envolvimento, assumindo o patrocínio máster no lugar da Petronas.

Enquanto Franco Morbidelli será promovido à equipe oficial da Yamaha em seu retorno ao grid devido à rescisão do contrato de Maverick Viñales, Andrea Dovizioso pode ser seu substituto na SRT pelo restante da temporada.

TOP 5: PILOTOS e EQUIPES da F1 que ficaram DEVENDO na primeira metade da TEMPORADA 2021

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #126 – TELEMETRIA: Quem vai se dar bem na segunda metade da temporada de 2021 da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Rossi tem como meta 200º pódio antes de aposentadoria

Artigo anterior

MotoGP: Rossi tem como meta 200º pódio antes de aposentadoria

Próximo artigo

MotoGP: Quartararo é o mais rápido do dia de treinos livres, apesar de forte acidente

MotoGP: Quartararo é o mais rápido do dia de treinos livres, apesar de forte acidente
Carregar comentários