Em desvantagem, Gomes diz que deve ajudar Fraga pelo título

Atual campeão se mostra aberto a correr pelo parceiro após Curitiba: “por enquanto estamos liberados para competir”

Em desvantagem, Gomes diz que deve ajudar Fraga pelo título
Carregar reprodutor de áudio

O ano de 2016 não tem sido bom para o atual campeão da Stock Car, Marcos Gomes. O piloto da Cimed Racing venceu duas corridas nas primeiras três etapas, mas desde a prova em Santa Cruz do Sul vem sofrendo com a velocidade seu carro.

Isso abriu espaço para que seu companheiro de equipe, Felipe Fraga de apenas 21 anos de idade, tivesse sua primeira oportunidade de disputar um título da Stock Car. Tido como um dos maiores talentos já surgidos na categoria, o tocantinense até aqui faz um trabalho irretocável: lidera o campeonato por 39 pontos e tem três vitórias, incluindo a Corrida do Milhão.

Por isso, Gomes não descarta fazer jogo de equipe para o parceiro nas próximas provas. O atual campeão está em sétimo no campeonato a 59 pontos de Fraga.

“Como ainda tenho chances matemáticas, nesta corrida (Curitiba) estamos liberados para correr”, falou ao Motorsport.com.

“Mas caso eu tenha algum tipo de azar, a partir da próxima etapa eu vou passar a ajudar ele – o que ele fez ano passado comigo. É Justo.”

“Preciso retribuir a ajuda que ele me deu no ano passado. Ele me ajudou muito nas classificações. De qualquer forma, a ideia é adiar isso e chegar com chances à última corrida.”

As declarações de Marquinhos vêm exatamente um ano depois de Fraga ter lhe cedido um importante quarto lugar na corrida 2 da etapa de Curitiba em outubro de 2015. Ainda assim, ele é otimista e não descarta um ainda “possível” bicampeonato.

“É possível chegar nele. Ele está bem na frente, mas nossa velocidade – contando com classificações – tem sido bem parecida”, falou.

“Mas ele tem se sobressaído e as coisas têm dado muito mais certo para ele. Ele marcou pontos em quase todas as provas e não bateu e nem quebrou em nenhuma.”

“Ele está com a confiança que eu estava no ano passado e no começo deste ano. Mas temos quatro etapas ainda e a última etapa valendo o dobro da pontuação. Está aberto, mas, se ele não tiver nenhum contratempo, o título está nas mãos dele.”

“Mas Vamos arriscar tudo, partir para cima e tentar aproveitar esta pressão que não está em cima de nós.”

compartilhar
comentários
Foresti 'reusa' macacão vencedor de Curitiba em 2015
Artigo anterior

Foresti 'reusa' macacão vencedor de Curitiba em 2015

Próximo artigo

Tranquilo e dominante, Fraga leva a melhor em Curitiba

Tranquilo e dominante, Fraga leva a melhor em Curitiba
Carregar comentários