"Foi uma fatalidade" afirma Diego Nunes, sobre o acidente de domingo

Piloto que estava perto do acidente que deu o que falar no fim de semana, diz que não havia muito o que ser feito para evitar a batida

"Foi uma fatalidade" afirma Diego Nunes, sobre o acidente de domingo
Pódio Curitiba 2
Diego Nunes em Curitiba
Diego Nunes no pódio
Diego Nunes
Carregar reprodutor de áudio

Mais do que as imagens, quem esteve próximo ao grande acidente que abalou o mundo da Stock Car no fim de semana pode mostrar uma visão diferente do que aquela que o vídeo mostra. Diego Nunes, que chegou a ultrapassar Thiago Camilo antes da grande batida, e foi o terceiro colocado na segunda corrida, deu seu ponto de vista:

"Eu vi o Thiago parado lá na frente, aí eu tentei voltar para o meio da pista para não impedir a visão de quem vinha de trás. Mas o pessoal vinha com push-to-pass, um atrás do outro e acabou acontecendo."

"Acabei vendo o acidente pelo retrovisor."

Nunes diz que o caso de Thiago Camilo foi atípico, que pouco poderia ter sido feito: "Nesse acidente não havia muito o que fazer. O Thiago estava com problemas e não tinha como tirar o carro dali, então foi uma fatalidade."

E ele explicou: "Porque isso aconteceu numa reta, com dois muros, um em cada lado, então não tem muito o que fazer. Talvez dar uma bandeira amarela dupla antes, rapidamente ou alguma coisa do tipo, mas é difícil, é algo que acontece em poucos segundos", finalizou.

Além do grande acidente com Thiago Camilo, em que Felipe Fraga também levou a pior, o fim de semana em Curitiba teve cachorros e crianças invadindo a pista. A próxima etapa da Stock Car será a Corrida do Milhão, em Goiânia, dia 16 de agosto.

compartilhar
comentários
Etapa de Curitiba da Stock Car tem sucessão de cenas bizarras
Artigo anterior

Etapa de Curitiba da Stock Car tem sucessão de cenas bizarras

Próximo artigo

Galvão Bueno ataca CBA por punição a Cacá e falta de projetos

Galvão Bueno ataca CBA por punição a Cacá e falta de projetos
Carregar comentários