Stock: cabo de vela derrete esperanças de título de Thiago Camilo

compartilhar
comentários
Stock: cabo de vela derrete esperanças de título de Thiago Camilo

Cesar Ramos chega em sexto e coroa belo ano de estreia na Ipiranga Racing

As esperanças de Thiago Camilo conquistar seu primeiro título acabaram na nona volta da Grande Final da Stock Car disputada nesse domingo em Interlagos. Um cabo de vela derretido fez o motor do Toyota número 21 parar e o piloto recolheu o carro ao box da Ipiranga Racing.

Camilo chegou à última corrida da temporada 2020 como líder, com vantagem mínima sobre Daniel Serra e Ricardo Maurício, da Eurofarma RC. Outros oito pilotos brigavam pelo título com menores chances. No sábado, Camilo teve um problema de câmbio e se classificou em 17º no grid, enquanto Maurício fez a pole position.

O editor recomenda:

Na corrida, enquanto o adversário se mantinha na ponta, Camilo vinha escalando o pelotão e estava em 14º quando o motor começou a perder rendimento. “O carro vinha rendendo muito bem, e apesar da situação adversa eu estava pronto para brigar até a bandeirada final”, resumiu. Segundo Andreas Mattheis, chefe da Ipiranga Racing, o escapamento dos novos carros da Stock Car provoca um aquecimento extremo do motor, o que levou o cabo de vela a derreter.

Cesar Ramos, que esteou esse ano na Ipiranga Racing, largou em terceiro e chegou em segundo. Foram três corridas em Interlagos na temporada 2020, e Cesinha chegou em segundo nas três, sendo que nas duas primeiras, dia 22 e 23 de agosto, foi pole position.

“Cheguei na Ipiranga Racing como substituto temporário (de Bia Figueiredo, que estava grávida), fiz a temporada inteira e com resultados muito acima das expectativas. Para mim era um sonho e um desafio correr numa equipe de ponta como a do Andreas Mattheis, com um companheiro ultra competitivo e experiente como o Thiago, e consegui não somente realizar o sonho como vencer o desafio."

"Hoje, é claro que eu queria a vitória, mas meu desempenho era muito semelhante ao do Ricardinho. Tentei descasar os pushes (usar o botão de ultrapassagem em momentos diferentes), mas a posição em que eu cheguei foi a melhor possível. Essa corrida começou a se decidir no sábado, se eu largasse uma posição à frente talvez a história fosse diferente, mas estou muito feliz com o dia e a temporada”. 

Para se ter noção do equilíbrio, a diferença entre a melhor volta de César Ramos e a melhor volta de Ricardo Maurício foi de um milésimo de segundo a favor do piloto da Ipiranga (1min41s839 e 1min41s840).

CAMPEONATO 2020

1º - Ricardo Maurício – 291
2º - Ricardo Zonta – 278
3º - Daniel Serra – 275
4º - Thiago Camilo - 238
5º - Cesar Ramos – 237

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Verstappen fecha temporada em alta; veja debate sobre os melhores do ano

PODCAST: 'Show' de Russell pode gerar problema para Mercedes?

 

.

Ricardo Zonta é o segundo colocado em Interlagos e fica com o vice-campeonato da Stock Car em 2020

Artigo anterior

Ricardo Zonta é o segundo colocado em Interlagos e fica com o vice-campeonato da Stock Car em 2020

Próximo artigo

"Tinha um pressentimento", diz Ricardo Maurício sobre tri da Stock Car

"Tinha um pressentimento", diz Ricardo Maurício sobre tri da Stock Car
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil