Stock Car Brasil
18 out
-
20 out
Evento encerrado
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
R
Goiânia II
22 nov
-
24 nov
Próximo evento em
8 dias

Stock: Campos atribui ultrapassagem de Barrichello a pit stop "estranho" em Goiânia

compartilhar
comentários
Stock: Campos atribui ultrapassagem de Barrichello a pit stop "estranho" em Goiânia
Por:
, Repórter
20 de mai de 2019 19:47

Piloto da Prati-Donaduzzi foi pole, mas Rubinho assumiu a ponta após paradas para vencer corrida 2. Chefe da Full Time explicou estratégia

Depois de terminar em 10º na corrida 1 da rodada dupla da Stock Car em Goiânia, Júlio Campos largou da pole position na segunda prova, mas perdeu a liderança para Rubens Barrichello após as paradas e terminou a bateria em segundo. "Rubinho conseguiu fazer dois pits muito melhores que os nossos. Na troca do pneu, provavelmente. E a gente fez trocas boas, então foi muito estranho a gente ter perdido 4 segundos, mais ou menos, na segunda parada", ponderou Campos.

"A gente tinha colocado 20 e poucos litros de gasolina na primeira corrida e percebemos que ele teria colocado mais ou menos a mesma coisa. Então achávamos que ele colocaria exatamente o mesmo tanto de combustível que a gente na segunda prova, mas tomamos 4s dentro do box", revelou o piloto da Prati-Donaduzzi.

Leia também:


Entretanto, Campos não poupou elogios ao adversário da corrida 2 de Goiânia, que recebeu a terceira etapa da Stock em 2019: "Eles ganharam a corrida no pit, com certeza, e estão de parabéns. E o Rubinho é o Rubinho, né... O cara acelera muito e a gente tem que dar todos os méritos da vitória para ele".

Campos disse ainda que, apesar da relevância do segundo posto, é preciso vencer. "Conseguimos uns quatro ou cinco segundo lugares no ano passado, então a gente tá querendo uma vitória. Foram muitos segundos lugares. Lógico, é importante para a equipe, para mim, para o patrocinador também, mas tá na hora de ganhar", avaliou.

Questionado pelo Motorsport.com sobre as observações de Campos acerca das paradas de Barrichello, o chefe da equipe Full Time Maurício Ferreira, o 'Mau Mau', respondeu: "É uma questão de perde e ganha. Deixamos de fazer alguns pontos na corrida 1 para lutarmos, sim, com mais tranquilidade pela vitória da corrida 2". A declaração do dirigente corrobora a versão de Rubinho, que declarou não ter tirado 100% de seu carro na primeira corrida 1.

Ferreira explicou a conduta da equipe: "Houve uma mudança na pontuação de 2018 para 2019 e a corrida 2 tem uma valoração maior. Em cima disso, tem situações em que você consegue se proteger um pouco na corrida 1 para que o seu pit stop da corrida 2 seja mais rápido. Não é uma ciência muito distante da realidade. É até simples e fácil, eu diria".

"A gente sabe bem que 2019 está caminhando para uma pontuação muito alta. O campeonato está ficando extremamente forte. Todos os últimos foram, mas a gente está vendo que o deste ano vai ser no detalhe", projetou o chefe da Full Time.
Próximo artigo
Serra e Barrichello projetam longa briga pela liderança da Stock Car

Artigo anterior

Serra e Barrichello projetam longa briga pela liderança da Stock Car

Próximo artigo

VÍDEO: Pilotos da Stock Car exaltam autódromo de Goiânia

VÍDEO: Pilotos da Stock Car exaltam autódromo de Goiânia
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Goiânia I
Pilotos Julio Campos
Autor Carlos Costa