Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
25 dias
Fórmula E
R
ePrix de Marraquexe
27 fev
-
29 fev
Próximo evento em
4 dias
IndyCar
R
St. Pete
13 mar
-
15 mar
Próximo evento em
19 dias
R
Birmingham
03 abr
-
05 abr
Próximo evento em
40 dias
NASCAR Cup
08 fev
-
17 fev
Evento encerrado
21 fev
-
23 fev
Evento em andamento . . .
Stock Car Brasil
R
Goiânia - Corrida de Duplas
27 mar
-
29 mar
Próximo evento em
33 dias
10 abr
-
12 abr
Próximo evento em
47 dias
MotoGP
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
11 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
25 dias

Família de Hayden pede 6 milhões de euros a motorista

compartilhar
comentários
Família de Hayden pede 6 milhões de euros a motorista
28 de ago de 2018 21:35

Mais de um ano após acidente que vitimou o campeão de 2006, família pede compensação financeira

Pouco mais de um ano depois da morte de Nicky Hayden, como resultado de ferimentos sofridos em um atropelamento enquanto treinava de bicicleta próximo ao Autódromo Marco Simoncelli Misano Adriático, a família do campeão do mundo de 2006 decidiu pedir uma indenização do motorista que o acertou em 17 de maio de 2017.

A inquérito do acidente diz que Hayden chegou ao cruzamento entre duas vias e o motorista de 31 anos de idade o atropelou dirigindo seu Peugeot, que estava procedendo com uma velocidade acima dos 50 km/h permitidos nesse trecho.

Segundo relatos, o montante solicitado pela família de Nicky equivaleria a 6 milhões de euros e foi submetido aos advogados do motorista de 31 anos de idade de Morciano, Pierluigi Autunno e Francesco Pisciotti. O julgamento pelo homicídio começará no dia 10 de outubro em Rimini.

As três avaliações realizadas - uma pelo Ministério Público, pelo especialista da defesa e pela parte civil - são conflitantes. De acordo com a do Procurador, o motorista no momento do acidente estava a 72,8 km/h, portanto, 22,8 km/h acima do limite permitido nesse trecho. Se ele tivesse cumprido os limites impostos, teria tempo para evitar o acidente.

Por outro lado, a defesa lembra como o motorista deu negativo para o teste de álcool, e que mesmo que ele tivesse respeitado os 50 km/h, Hayden ainda estaria vindo de encontro ao carro, apontando assim a falta de atenção de Nicky. O piloto deveria ter parado, já que não tinha preferência na via.

Próximo artigo
MotoGP estuda criar comissão para supervisionar recapeamentos

Artigo anterior

MotoGP estuda criar comissão para supervisionar recapeamentos

Próximo artigo

Silverstone deve ser reasfaltado para se manter na MotoGP

Silverstone deve ser reasfaltado para se manter na MotoGP
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP , World Superbike
Pilotos Nicky Hayden Compre Agora